Tópicos em alta: delivery jf / coronavírus / vacina / tribuna 40 anos / polícia / obituário

Juiz de Fora chega a 290 mortes por Covid-19

Boletim confirmou mais cinco mortes; número de pessoas hospitalizadas diminuiu, mas ainda está entre os mais altos


Por Carolina Leonel

19/11/2020 às 18h46- Atualizada 19/11/2020 às 19h04

Nesta quinta-feira (19), Juiz de Fora chegou ao registro de 290 mortes causadas pela Covid-19. O boletim epidemiológico atualizado confirmou que mais cinco pessoas idosas morreram nesta semana. Das novas vítimas, duas faleceram nesta quinta: uma mulher de 61 anos, obesa e com histórico de doença cardiovascular crônica; e outra de 80 anos, que tinha como doenças prévias diabetes mellitus, hipertensão arterial sistêmica e epilepsia. Além delas, dois idosos, de 76 e 81 anos, morreram na quarta (18). O primeiro tinha doença cardiovascular crônica e doença renal crônica, e o mais velho, vasculopatia e doença cardiovascular crônica. A quinta vítima era um senhor de 81 anos, que morreu na terça (17). Ele tinha histórico de doença cardiovascular crônica e doença renal crônica. Conforme as autoridades em saúde, as comorbidades, além da idade, são fatores de risco para evolução do coronavírus.

No total, 8.383 casos de coronavírus já foram confirmados, sendo 61 em 24 horas, de quarta para esta quinta. Em relação às notificações de síndrome gripal, consideradas suspeitas para a doença, foram 213 novos registros em 24 horas. No total, Juiz de Fora já contabilizou 28.677 casos suspeitos.

Em relação ao número de pessoas recuperadas, a Secretaria de Saúde informou que, até a última terça, dos 8.179 casos confirmados, 7.361, cerca de 90%, eram considerados restabelecidos. Eles apresentaram resultado de exame positivo para Covid-19 e venceram os 14 dias de isolamento sem nenhuma intercorrência.

Todos os dados do boletim epidemiológico são referentes a moradores de Juiz de Fora. O balanço é disponibilizado pela Prefeitura no site covid19.pjf.mg.gov.br, criado para divulgar informações sobre o coronavírus.

O conteúdo continua após o anúncio

243 pessoas internadas em “leitos Covid”

Após seis dias consecutivos registrando recordes no número total de hospitalizações por suspeita ou diagnóstico de Covid-19, nesta quinta-feira, até as 18h, a cidade registrava 243 hospitalizações, 11 a menos em relação a quarta. Apesar disso, o número ainda é alto, sendo o segundo maior registrado desde o início da pandemia. Até este horário, o painel gerencial de dados da Covid-19 da PJF apontava que 84 pacientes estavam em leitos de tratamento intensivo com Covid-19, e 159 em leitos de enfermaria, com suspeita ou diagnóstico da doença.

A taxa de ocupação total de leitos de UTI na cidade era de 81,27%. Do total de 283 leitos disponíveis, 230 estavam ocupados, inclusive por pacientes com outras enfermidades que não a Covid-19. Em recorte que considerava apenas os equipamentos de cuidados intensivos credenciados ao SUS, o índice de ocupação subia para 83,61%.

Em relação aos leitos de enfermaria, 63,95% estavam ocupados. Ou seja, dos 1.706 equipamentos de enfermaria disponíveis em toda a rede de saúde de Juiz de Fora, 1.091 estavam ocupados na cidade, tanto por pacientes com Covid-19 como afetados por demais enfermidades.

Três hospitais com 100% de ocupação na UTI SUS

Nesta quinta, até as 18h, três hospitais da rede pública tinham 100% de taxa de ocupação de leitos intensivos. Esses equipamentos eram ocupados tanto por pacientes com Covid-19 como por pessoas com demais enfermidades: Hospital Ana Nery (dez paciente em leitos Covid-19); Instituto Oncológico (seis leitos apenas com pacientes em tratamento de câncer, sem diagnóstico de Covid-19); e Hospital Maternidade Therezinha de Jesus (40 leitos, todos ocupados por pacientes internados sem Covid-19). De acordo com a assessoria da unidade, o HMTJ deixou de ser referência de internação para pacientes Covid em 3 de novembro. Todos os 40 leitos de UTI da unidade foram destinados ao atendimento de outras patologias.

O Hospital Regional Doutor João Penido, até o mesmo horário, tinha 95% de taxa de ocupação UTI. Dos 20 leitos destinados a pacientes com coronavírus, 19 estavam ocupados. O Hospital João Penido é referência para tratamento de Covid-19 em Juiz de Fora e região.

Tópicos: coronavírus

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Desenvolvido por Grupo Emedia