Tópicos em alta: delivery jf / coronavírus / chuva / blogs e colunas / obituário / polícia

Polícia prende suspeito de atear fogo na companheira em Toledos

Jovem de 24 anos morreu dias depois, em decorrência das lesões; ela deixou uma filha de 4 anos, que teria visto o crime

Por Marcos Araújo

18/11/2020 às 19h29- Atualizada 18/11/2020 às 19h32

Um homem de 41 anos, suspeito de ter ateado fogo na companheira, foi preso nesta quarta-feira (18) pela Polícia Civil, em Toledos, na Zona Rural de Juiz de Fora. A ação foi realizada pela equipe da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher, com apoio da inspetoria da 1ª Delegacia Regional. O crime, que vitimou Renata Ferreira da Silva, de 24 anos, ocorreu em 27 de setembro, depois de uma discussão entre o casal. Renata morreu dias depois.

O conteúdo continua após o anúncio

De acordo com a delegada Larissa Marçal, a mãe da vítima procurou a unidade policial para denunciar a agressão sofrida pela jovem, informando que a filha da vítima, de 4 anos, teria presenciado os fatos. Segundo Larissa, a mulher sofreu queimaduras graves pelo corpo. “Ela foi atendida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e encaminhada ao Hospital de Pronto Socorro (HPS), onde ficou internada na unidade intensiva, vindo a falecer alguns dias depois, em decorrência das lesões sofridas”, explicou, complementando que foram realizados diversos trabalhos investigativos, depoimentos e exames periciais que resultaram na prisão preventiva do homem. O suspeito foi encaminhado ao sistema prisional, permanecendo à disposição da Justiça.

Conforme o boletim de ocorrência, que registrou a tentativa de homicídio contra Renata, a mãe dela contou a filha sofreu queimaduras com gasolina, que teriam sido provocadas em um acidente doméstico devido a uma explosão do combustível em um fogão à lenha. Conforme a mãe da vítima, a própria Renata teria pedido socorro ao Samu. Todavia, posteriormente, ela ficou sabendo, por meio da neta de 4 anos, que o companheiro da jovem é quem seria o responsável por atear fogo nela.

Tópicos: polícia



Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Desenvolvido por Grupo Emedia