Tópicos em alta: polícia / chuva

Servidores da Cesama fazem manifesto em Juiz de Fora

Atualizada às 12h53 Servidores da Cesama realizam uma manifestação pelas ruas de Juiz de Fora na manhã desta sexta-feira (17). O grupo se reuniu na Rua Monsenhor Gustavo Freire, no Bairro São Mateus, passou pela Avenida Presidente Itamar Franco e, em seguida, se caminhou pela Avenida Rio Branco, encerrando o movimento por volta do meio-dia, […]

Por Juliana Netto

17/04/2015 às 10h33- Atualizada 17/04/2015 às 12h53

Atualizada às 12h53

Servidores da Cesama realizam uma manifestação pelas ruas de Juiz de Fora na manhã desta sexta-feira (17). O grupo se reuniu na Rua Monsenhor Gustavo Freire, no Bairro São Mateus, passou pela Avenida Presidente Itamar Franco e, em seguida, se caminhou pela Avenida Rio Branco, encerrando o movimento por volta do meio-dia, em frente à sede da companhia de abastecimento de água, no cruzamento com a Avenida Getúlio Vargas.

O conteúdo continua após o anúncio

Durante a passeata, uma das pistas da Rio Branco, no sentido Manoel Honório, foi fechada para a passagem do grupo. Com faixas, cartazes, apitos, alto-falantes e carro de som, os servidores reivindicaram a abertura de concurso público e se posicionaram contrários à terceirização. Supostos problemas nas obras na represa de Chapéu D’Uvas também foram apontados pelos manifestantes. O movimento, segundo o Sinagua – sindicato que representa os funcionários da Cesama – faz parte da campanha salarial da categoria.

Representantes do Sindicato dos Professores (Sinpro) participaram e apoiaram o ato. A Polícia Militar acompanhou o protesto.

Em nota, a assessoria de comunicação da Cesama informou que, sobre a negociação do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) 2015/2016, a companhia está mantendo constante negociação com o seu sindicato, tendo, inclusive, já apresentado contra-proposta à pauta em questão. “Como fruto dessa política, nos últimos anos, os funcionários com menores salários obtiveram ganho real em suas remunerações, além de contarem com benefícios como tíquete-alimentação, cesta básica e auxílio creche, entre outros”, disse a nota. A Cesama informou, ainda, que aguarda a apresentação de nova proposta do sindicato, mantendo-se sempre aberta ao diálogo.

Receba nossa
Newsletter

As principais notícias do dia no seu e-mail



Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia