Tópicos em alta: eleições 2022 / coronavírus / vacina / polícia / obituário

Boletim aponta mais 180 casos de coronavírus em Juiz de Fora

Município se aproxima dos 50 mil casos; cidade tem agora 153 pacientes internados com a doença


Por Ester Vallim, estagiária sob supervisão da editora Juliana Netto

17/01/2022 às 22h18

Mais 180 pessoas foram infectadas pelo coronavírus em Juiz de Fora, segundo o boletim epidemiológico divulgado pela Prefeitura na noite desta segunda-feira (17). Com isso, o município se aproxima dos 50 mil casos confirmados, com 49.958 diagnósticos desde o início da pandemia. Não houve confirmação de óbitos causados pela Covid-19, e a cidade continua com 2.080 vítimas fatais.

Já em relação ao número de hospitalizados, são 153 pacientes recebendo atendimento em unidades de saúde.

O conteúdo continua após o anúncio

Internações

O boletim de leitos apontou que a ocupação geral de leitos no município, somando a rede privada e a pública, está em 70,59%. Em relação às UTIs do SUS, destinadas somente ao tratamento da Covid-19, 60,78% estão ocupadas. Nas enfermarias, a taxa é de 54,55%.

Já nos hospitais particulares, 63,19% das UTIs recebiam pacientes, somando, neste caso, casos de coronavírus e de todas as demais enfermidades. O percentual de ocupação nas enfermarias não é informado no boletim.

Vacinação

Em todos os postos de vacinação disponíveis na cidade, 3.650 doses contra a Covid-19 foram oferecidas nesta quarta, sendo 112 primeiras doses, 605 referentes à segunda aplicação e 2.933 doses de reforço.

Tópicos: coronavírus / vacina

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade pelo seu conteúdo é exclusiva dos autores das mensagens. A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros. Mensagens de conteúdo homofóbico, racista, xenofóbico e que propaguem discursos de ódio e/ou informações falsas também não serão toleradas. A infração reiterada da política de comunicação da Tribuna levará à exclusão permanente do responsável pelos comentários.



Desenvolvido por Grupo Emedia