Tópicos em alta: polícia / crise fiscal / campeonato mineiro

Homem de 22 anos é morto a tiros no Parque das Águas

Ainda não se sabe a motivação para o crime. Polícia Civil vai apurar o caso

Por Tribuna

16/11/2017 às 07h39- Atualizada 16/11/2017 às 10h24

Um jovem de 22 anos foi morto a tiros na tarde de quinta-feira (15), no Bairro Parque das Águas, Zona Norte de Juiz de Fora. De acordo com informações da Polícia Militar, a vítima, Erickson Matheus Moreira Duarte, teria chegado de moto na Rua Rogério Fernando Scoralick para conversar com uma mulher que mora na via. Em determinado momento, ele acabou surpreendido por disparos a queima roupa. A mulher que o jovem ia visitar disse aos policiais que Erickson a chamou no portão, porém, quando ela foi atender, teria escutado os disparos e voltou para o imóvel.

Ela contou que, alguns minutos depois olhou para a rua e viu os pés de Erickson pelas frestas do portão. O rapaz de 22 anos morreu no local. A mulher disse que não viu suspeitos, mas que ouviu barulho de motocicletas logo após os disparos. Conforme o documento policial, havia diversas pessoas na rua acompanhando o desenrolar da ocorrência, mas ninguém soube dar informações sobre o crime nem apontar suspeitos. A moto da vítima foi liberada para seu pai. O corpo foi removido e levado para o Instituto Médico Legal (IML). O episódio será apurado pela Delegacia Especializada de Homicídios.

 

 

13 homicídios em 5 anos

O conteúdo continua após o anúncio

Entregue em meados de 2012, o conjunto habitacional Parque das Águas, localizado na confluência dos bairros Monte Castelo, Caiçaras e Borboleta tem 565 casas. Conforme levantamento da Tribuna, desde que o condomínio foi criado, foram registrados pelo menos 13 assassinatos no local. Boa parte dos crimes teria ligação com brigas de gangues e tráfico de drogas. As vítimas tinham entre 14 e 32 anos. O ano mais crítico foi o de 2013, quando cinco assassinatos foram registrados no Parque das Águas. No ano seguinte, a PM registrou um caso. Em 2015 foram outros três, seguidos de dois em 2016 e dois em 2017.

O homicídio desta quarta-feira foi o segundo ocorrido dentro do condomínio Parque das Águas este ano. Em fevereiro, um homem de 25 anos foi morto a tiros dentro de casa. Ele foi encontrado caído na cozinha, com uma perfuração nas costas e outras duas no braço direito.

 

Reintegração de posse

No início de novembro, dezenas de policiais federais e militares, guardas municipais, servidores da Justiça Federal e da Caixa Econômica Federal, além de oficiais de justiça, participaram de uma ação de reintegração de posse de sete imóveis que haviam sido invadidos no Parque das Águas. A ação foi feita conforme determinação judicial.

A Tribuna acompanha os casos de invasão desde 2014. Em muitos deles, famílias denunciaram que foram expulsas de casa por traficantes, que estariam transformando os imóveis em bocas de fumo. O último caso aconteceu em julho, quando três famílias tiveram suas residências violadas no empreendimento. Seis pessoas, entre elas adolescentes, acabaram detidas pelo crime.

Receba nossa
Newsletter

As principais notícias do dia no seu e-mail



Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia