Tópicos em alta: coronavírus / vacina / tribuna 40 anos / polícia / obituário

Juiz de Fora tem o dia mais quente do ano nesta terça-feira

Termômetros atingiram 31,8 graus, maior temperatura registrada na cidade desde outubro de 2020


Por Mariana Floriano, estagiária sob supervisão da editora Regina Campos

14/09/2021 às 18h02- Atualizada 14/09/2021 às 18h39

Nesta quarta-feira (14) Juiz de Fora teve o dia mais quente do ano, com os termômetros medindo 31,8 graus. A temperatura é a mais alta desde 7 de outubro de 2020, quando a cidade registrou máxima de 35 graus. A umidade relativa do ar também ficou baixa, atingindo 27%, nível considerado de estado de atenção pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

De acordo com o especialista do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), Claudemir de Azevedo, as altas temperaturas ocorrem devido a sequência de dias quentes e secos observados na cidade. Na segunda-feira (13), Juiz de Fora teve, pela segunda semana consecutiva, o dia mais quente do inverno. O fenômeno se dá devido ao predomínio de uma massa de ar quente e seco que está atuando em Minas Gerais e favorece as altas temperaturas.

Ele ainda afirma que a tendência é que o calor se perpetue durante a quarta-feira (15), com temperatura máxima podendo chegar até 38 graus. “Apenas na quinta-feira (16) devemos observar um ligeiro declínio da temperatura, mas até lá o clima vai ser de muito calor em toda região.”

O conteúdo continua após o anúncio

A alta nas temperaturas durante a última semana do inverno, segundo Claudemir, é um processo comum. “No final do inverno é habitual acontecer esses picos de temperaturas elevadas. Quando vier o período com chuvas mais frequentes, a tendência é que essas temperaturas se regulem.”

Porém, a chuva deve aparecer timidamente apenas no fim da noite de quarta-feira (14). Conforme Claudemir, caso ela venha, será de forma isolada, mas já é um bom indicativo para que ocorra um aumento da umidade relativa do ar.

Previsão é que temperatura elevada ainda permaneça durante a quarta-feira (Foto: Fernando Priamo)

Tempo seco e cuidados com a saúde

O índice de 27% na umidade relativa do ar, observado nesta terça-feira (14), é classificado pela OMS como de estado de atenção – bem abaixo do nível ideal, que é de 60%. A falta de chuvas faz com que seja necessário alguns cuidados com a saúde.

Conforme explica Claudemir, é preciso ter atenção, principalmente, com doenças respiratórias durante esse período. A OMS recomenda que sejam evitados exercícios físicos entre 11h e 15h e, sempre que possível, permanecer em locais protegidos do Sol, com áreas vegetadas, por exemplo. Também é necessário manter cuidado redobrado com a hidratação, consumindo água à vontade e umidificando o ambiente, com vaporizadores, toalhas molhadas, recipientes com água ou até molhando os jardins.

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade pelo seu conteúdo é exclusiva dos autores das mensagens. A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros. Mensagens de conteúdo homofóbico, racista, xenofóbico e que propaguem discursos de ódio e/ou informações falsas também não serão toleradas. A infração reiterada da política de comunicação da Tribuna levará à exclusão permanente do responsável pelos comentários.



Desenvolvido por Grupo Emedia