Tópicos em alta: eleições 2022 / coronavírus / vacina / polícia / obituário

Estudo sobre o Curumim vira livro


Por Tribuna

05/11/2014 às 07h00- Atualizada 05/11/2014 às 14h02

Vanessa Novais: "O trabalho dos Curumins é pioneiro na América Latina. É uma ferramenta que precisa ter mais voz, corpo e valorização"
Vanessa Novais: “O trabalho dos Curumins é pioneiro na América Latina. É uma ferramenta que precisa ter mais voz, corpo e valorização”

O trabalho aplicado no Curumim em Juiz de Fora serviu como pano de fundo para a dissertação de mestrado defendida pela professora Vanessa Novais. O estudo, vencedor do concurso organizado pelo Fundo de Apoio à Pesquisa na Educação Básica (Fapeb), deu origem ao livro “A socioeducação no município de Juiz de Fora – o programa Curumim”, que será lançado hoje, no Centro Cultural Bernardo Mascarenhas, às 16h.

A primeira edição do livro terá tiragem de 300 exemplares, a serem distribuídos às escolas e aos centros de pesquisas em São Paulo e Rio de Janeiro. As 247 páginas do volume trazem o olhar da autora para a ressignificação concedida às crianças e adolescentes assistidos pelos Curumins, a partir do conceito da “educação não-formal”, que oferta atividades culturais e educativas fora do ambiente escolar. “O trabalho dos Curumins é pioneiro na América Latina. É uma ferramenta que precisa ter mais voz, corpo e valorização”, ressalta Vanessa.

O conteúdo continua após o anúncio

O interesse em estudar a rotina dos Curumins surgiu em 2006, quando a educadora percebeu mudanças significativas no comportamento e no rendimento escolar de alunos tidos como “problemas” na instituição que leciona, no São Pedro, que eram assistidos pelo Curumim do bairro. “Durante a pesquisa, pude perceber o quanto os profissionais são acolhedores e aplicam os conceitos da pedagogia freiriana (Paulo Freire), que preza pelo amor e atenção no desenvolvimento das habilidades e potencialidades dos assistidos.”

O campo de pesquisa foi a própria unidade do Curumim de São Pedro e envolveu cerca de cem crianças e adolescentes. O Curumim está presente em oitos bairros da cidade: Bonfim, Vila Esperança, São Benedito, São Pedro, Santa Luzia, Jóquei Clube, Benfica e Vila Olavo Costa, oferecendo serviços e estrutura a crianças e adolescentes em situação de risco e vulnerabilidade social.

Os comentários nas postagens e os conteúdos dos colunistas não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é exclusiva dos autores das mensagens. A Tribuna reserva-se o direito de excluir comentários que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros. Mensagens de conteúdo homofóbico, racista, xenofóbico e que propaguem discursos de ódio e/ou informações falsas também não serão toleradas. A infração reiterada da política de comunicação da Tribuna levará à exclusão permanente do responsável pelos comentários.



Desenvolvido por Grupo Emedia