Tópicos em alta: delivery jf / coronavírus / vacina / tribuna 40 anos / polícia / obituário

Comida com significado: ‘Comer bem é o que me impulsiona’

A chef Norma Pifano ensina receita rápida, fácil, saborosa e, principalmente, que significa algo


Por Cecília Itaborahy, estagiária sob supervisão de Wendell Guiducci

11/06/2021 às 07h00

Para Norma Pifano, comida com significado é o que resume a junção entre memória afetiva, casa cheia, “comida na mesa que traz uma pessoa de volta, que você não consegue ver, mas consegue sentir”. Seu propósito enquanto chef de cozinha é fazer com que as pessoas comam bem, unindo comunicação e culinária, para mostrar que, na verdade, cozinhar não dá trabalho. “Você pode usar ingredientes simples, preparar de maneira simples, e vai comer bem. Comer bem é o que me impulsiona. Todo mundo pode comer bem.” Praticidade é seu outro lema, e ela mostra isso com a receita que ensina hoje: espaguete com shitake na manteiga de sálvia.

Desde nova acompanhando a avó e a mãe cozinhando, fazendo a “comida que abraça”, ela pegou o gosto pela culinária logo cedo. Com 15 anos já preparava a ceia do Natal. “Sempre gostando de estar na cozinha, nunca por obrigação”, comenta. Com o tempo, viu que isso seria sua profissão e, além de tudo, sua meditação: “(A cozinha) é onde eu tenho que estar presente, para entender o que está acontecendo, para saber o ponto da comida. E é também onde eu relaxo, esqueço um pouco dos problemas. Cozinhar, para mim, é estar presente naquele momento. A cozinha ainda te permite fazer apenas uma coisa. E isso é sensacional, no meio do caos que está o mundo, de produtividade e aceleração”.

Hoje em dia, pelo seu perfil no Instagram (@normapifano), Norma incentiva a cozinhar, a comer bem e a recriar pratos com significado. “É através da comunicação que eu passo para as pessoas que comer bem é uma coisa simples.” Além disso, apresenta uma cozinha mais prática, a pegar um alimento – principalmente os da estação – usar um bom tempero e fazer disso uma comida de verdade, ou seja, com significado. Para ela, é possível, sim, fazer um bom prato em 30 minutos.

O conteúdo continua após o anúncio

Para uma noite romântica, como o Dia dos Namorados, Norma sugere o espaguete com shitake na manteiga de sálvia. Um prato rápido, fácil e surpreendente. Afinal, “cozinhar é também surpreender quem vai comer com você”, finaliza.

Espaguete com shitake na manteiga de sálvia

Ingredientes:
200g spaguetti
200g shitake fresco
3 dentes de alho
3 colheres de sopa de manteiga
8 folhas de sálvia
Parmesão a gosto
Sal e pimenta do reino

Modo de preparo:
Cozinhe a massa submersa em água de 6 a 8 minutos. Fatie o shitake em tiras (grossinhas mesmo), o alho em lâminas mais finas e as folhas de sálvia também. Em uma panela coloque a manteiga, um fio de azeite (ajuda a não escurecer a manteiga) e as folhas de sálvia. Em seguida, refogue o shitake e quando começar a dourar coloque o alho. Sem escorrer a massa, passe-a para a panela com cogumelos, mexa com cuidado para incorporar o sabor e acerte o sal e a pimenta. Para empratar, é só pegar um prato fundo (isso ajuda a massa a ficar mais estruturada, como a da foto), ralar um belo parmesão por cima e está pronto para ser servido!

Leia também: Gastronomia inclusiva: geleia de morango com manjericão de verdade

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Desenvolvido por Grupo Emedia