Tópicos em alta: coronavírus / vacina / tribuna 40 anos / polícia / obituário

Vianna investe em tecnologia para ampliar potencial de empregabilidade  

PUBLIEDITORIAL


Por Tribuna

20/05/2018 às 07h00

Para aprimorar experiência dos alunos de Engenharia Civil e Arquitetura e Urbanismo, as Faculdades Integradas Vianna Júnior adquirem impressoras 3D e de corte a laser, ferramentas tecnológicas que aumentam as oportunidades profissionais de inserção no mercado de trabalho.

 

Impressora-3D (Fotos: Divulgação)
Tiago Goretti: oportunidade de ampliar a experiência dos alunos 

A alta de 82,1 pontos do Índice de Confiança da Construção (ICST), da FGV/IBRE, no primeiro trimestre deste ano, anima ainda mais o mercado da construção civil que, desde o ano passado, apresenta sinais positivos de recuperação. Some-se a este entusiasmo os dados do Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (Confea) que, entre 2010 e janeiro de 2018, registrou o ingresso de 779.488 mil novos profissionais.

Se por um lado as oportunidades no mercado de trabalho para engenheiros e arquitetos estão sendo ampliadas no Brasil e no exterior, por outro, a concorrência também. Por isso, é imprescindível que as faculdades estejam atentas em preparar a melhor mão de obra possível. Sob este aspecto, usar a tecnologia como parte do processo de aprendizagem é primordial, principalmente, quando se considera a automatização crescente dos processos da construção.

No mercado de trabalho, a aplicação de novas tecnologias se traduz em inúmeros benefícios, como a redução de tempo e de custo de projeto, aumento da qualidade dos produtos ou serviços oferecidos e a ampliação do conhecimento”, explica o coordenador dos cursos de Engenharia Civil e Arquitetura e Urbanismo das Faculdades Integradas Vianna Júnior, Tiago Goretti entusiasmado com a chegada, em breve, à instituição, das impressoras 3D e de corte a laser.  

A impressora 3D imprime objetos tridimensionais, previamente modelados nos softwares utilizados pelos alunos em nossos laboratórios. Ela nos oferece a possibilidade de estudar protótipos, maquetes e peças”, acrescenta Tiago, ao destacar que o investimento representará mais um diferencial importante para os alunos do Vianna Júnior.

Aluna do segundo período de Arquitetura e Urbanismo, Paula Lacerda Resende está na sua segunda graduação e se diz apaixonada pelo curso. Ela acredita que os novos equipamentos, somados ao laboratório de ponta que a instituição já oferece – com computadores individuais e softwares específicos -, contribuem ainda mais para o processo de aprendizagem. Paula conta que escolheu o Vianna porque sempre acreditou na qualidade da instituição e a chegada das impressoras só confirma que fez a escolha certa. “Ainda na faculdade, vamos ter acesso a formas de trabalho que o mercado já exige e exigirá nos próximos anos. Isso é ótimo”, conclui.

Gestão ambiental 

“Me sinto preparado para enfrentar novos desafios”

Prestes a se formar, Alexandre destaca o alto nível dos professores do curso de Gestão Ambiental 

Ele está a poucos meses de encerrar a primeira etapa para a realização do sonho que cultiva desde a infância: trabalhar na área de meio ambiente.  Alexandre Matias de Souza, aluno do último período do curso tecnológico de Gestão Ambiental das Faculdades Integradas Vianna Júnior – nota máxima no MEC -, se sente confiante na preparação que vem recebendo e pronto para novos desafios profissionais, inclusive, na própria empresa, na qual trabalha há 13 anos com manutenção.  

Trabalho em uma indústria multinacional que se preocupa muito em reduzir os impactos causados pela atividade humana e tem um corpo de engenheiros, gestores, técnicos e analistas dedicados exclusivamente a isso”, observa o quase formando que acredita ter muitas chances de, finalmente, trabalhar na área dos seus sonhos. “O Vianna Júnior me levou para este patamar de preparo e até mesmo de tranquilidade. Quando nos lançamos em algo novo, é natural surgirem incertezas.  O ator Will Smith afirma que as coisas boas estão do outro lado do medo e o Vianna nos ajuda a ultrapassar essa barreira. A maioria dos professores é de mestres e doutores e o contato com profissionais deste nível nos faz sentir tão inteligentes quanto eles.”

Curso tem nota máxima do MEC e é certificado pelo Conselho Regional de Química, explica o coordenador Harlem Castro 

A qualificação do corpo docente, inclusive, está entre os fatores que colocam o curso superior de Gestão Ambiental no topo do ranking com a nota máxima do Ministério da Educação”, explica o coordenador, Harlem Vieira Castro. “Ao longo do curso, os graduandos adquirem habilidades para desenvolver sistemas de gestão e auditorias ambientais e se tornam aptos a realizar consultorias, perícias, vistorias, elaborar pareceres, laudos e demais atribuições validadas pelo Conselho Regional de Química. O histórico de aceitação dos nossos alunos no mercado de trabalho é gratificante”, complementa o coordenador.

Com uma matriz curricular dinâmica, o curso de Gestão Ambiental oferece aos alunos, experiências práticas em laboratórios próprios, trabalhos em campo por meio de parcerias com a Associação pelo Meio Ambiente de Juiz de Fora – AMA-JF e visitas técnicas a empresas reconhecidas pela eficiência na gestão de seus processos ambientais”, acrescenta Harlem.

O Vianna segue com sua veia inovadora e preocupação com o futuro. Em área própria, a instituição abre aos alunos a possibilidade de ricas experiências de trabalho de campo, para monitoramentos ambientais, desenvolvimento de agrofloresta e recuperação de nascentes, o que vai beneficiar, inclusive, a comunidade vizinha à propriedade.

 



Desenvolvido por Grupo Emedia