Tópicos em alta: eleições 2018 / polícia / outubro rosa

Já passou da hora de ser positivo!

Por Marcos Casarim, presidente CDL/JF - SPC

11/10/2018 às 07h00- Atualizada 11/10/2018 às 08h04

O alto número de pessoas com nomes negativados no Brasil acabou se transformando em uma das pautas centrais das eleições presidenciais de 2018. A proposta do candidato Ciro Gomes (PDT) de limpar o nome de consumidores junto aos órgãos de proteção ao crédito virou um alvoroço, e o resultado foi tão impactante que a proposição entrou também nos planos de governo de outros presidenciáveis.

Ora, se for para retomarmos o poder de consumo e crescimento econômico, temos que pensar em longo prazo. Precisamos, sim, motivar o desenvolvimento, mas com responsabilidade, investindo na educação financeira do cidadão, em um consumo mais consciente e evitando o endividamento em definitivo. É imprescindível mostrar que quem paga de forma regular tem vantagens, facilidades em conseguir crédito.
Por isso, o SPC vem investindo e incentivando o tão falado Cadastro Positivo, que nada mais é que um banco de dados que armazena informações sobre o histórico de pagamentos realizados pelos consumidores. É uma lista dos bons pagadores, os que têm porta aberta ao crédito e, ainda, com juros mais baixos.

O conteúdo continua após o anúncio

O novo sistema possibilitará que gestores tenham acesso a informações sobre empréstimos quitados e pagamentos em dia, formando uma nota de crédito que poderá ser consultada para a avaliação de risco na concessão de financiamentos, empréstimos e compras a prazo. Até mesmo consumidores que não têm contas em bancos e cartões de crédito poderão comprovar que são bons pagadores.

Com a mudança, consumidores e empresas que estão em dia com seus compromissos financeiros poderão ter acesso a condições mais favoráveis, juros diferenciados de acordo com o perfil e formas de pagamento facilitadas, sem riscos à sua privacidade. Aí seguiremos com segurança rumo ao desenvolvimento sustentável, consciente e equilibrado.

Este espaço é livre para a circulação de ideias e a Tribuna respeita a pluralidade de opiniões. Os artigos para essa seção serão recebidos por e-mail ([email protected]) e devem ter, no máximo, 35 linhas (de 70 caracteres) com identificação do autor e telefone de contato. O envio da foto é facultativo e pode ser feito pelo mesmo endereço de e-mail.

Receba nossa
Newsletter

As principais notícias do dia no seu e-mail





Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia