Tópicos em alta: eleições 2022 / coronavírus / vacina / polícia / obituário

Polícia investiga caso de motorista de van escolar achado enterrado

Crime foi registrado como latrocínio; vítima foi atacada com golpes de instrumento corto-contundente e teve moto, celular e carteira roubados


Por Sandra Zanella

22/06/2022 às 17h22

A Polícia Civil instaurou inquérito para investigar a morte do motorista de van escolar Renato Gabriel Martins, de 39 anos, encontrado enterrado em uma cova rasa na Zona Rural de Espera Feliz, na segunda-feira (20), a cerca de 260 quilômetros de Juiz de Fora. O crime, registrado como latrocínio (roubo seguido de morte), teria acontecido entre o fim da madrugada e o começo da manhã de segunda, mas o corpo só foi localizado no fim da tarde. De acordo com a Polícia Militar, a vítima foi atacada com golpes de instrumento corto-contundente, como foice ou facão, e sofreu 29 lesões pelo corpo, incluindo uma grande na nuca, outra na parte superior da cabeça e três maiores no antebraço esquerdo. O homem teve sua moto, celular, mochila e carteira, com R$ 500 e documentos roubados.

Conforme o registro policial, Renato costumava sair às 5h em sua moto e seguia da sua residência, no Bairro João Clara, até o Córrego Cruzeiro, onde buscava a van para iniciar a rota de transporte dos estudantes. Na segunda, no entanto, ele não apareceu, e a esposa dele, 33, foi comunicada por volta das 8h sobre sua ausência. A família procurou a PM após não conseguir contato telefônico com o motorista, comunicando seu desaparecimento.

O conteúdo continua após o anúncio

A polícia divulgou a situação e iniciou as buscas, refazendo o trajeto que Renato era habituado a seguir. Por volta das 16h, um policial militar recebeu denúncia de que havia vestígios de sangue em outra estrada na Zona Rural, na localidade de Córrego Boiadeiro. Os respingos iam até uma caixa de contenção de enxurrada. O corpo foi achado no local, coberto com pouca terra. A área foi isolada, e a perícia acionada, constatando que a vítima teria recebido vários golpes.

“Foi instaurado inquérito, e a investigação encontra-se em andamento para apurar autoria e motivação do crime”, informou a assessoria da Polícia Civil nesta quarta, acrescentando que a ocorrência foi finalizada na terça. “Os trabalhos policiais seguem na Delegacia de Polícia Civil em Espera Feliz.”

Tópicos: polícia

Os comentários nas postagens e os conteúdos dos colunistas não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é exclusiva dos autores das mensagens. A Tribuna reserva-se o direito de excluir comentários que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros. Mensagens de conteúdo homofóbico, racista, xenofóbico e que propaguem discursos de ódio e/ou informações falsas também não serão toleradas. A infração reiterada da política de comunicação da Tribuna levará à exclusão permanente do responsável pelos comentários.



Desenvolvido por Grupo Emedia