Tópicos em alta: eleições 2022 / coronavírus / vacina / polícia / obituário

Adolescente mata um homem, fere dois, e é morto pela PM

Infrator sacou um revólver em plena praça, no Centro de São João Nepomuceno, e abriu fogo contra um grupo de pessoas


Por Marcos Araújo

17/01/2022 às 20h19- Atualizada 17/01/2022 às 20h30

A madrugada de sábado (15) foi de terror para os moradores da cidade de São João Nepomuceno, a 65 quilômetros de Juiz de Fora. A Praça da Bandeira, no Centro, estava lotada de jovens frequentadores de bares do entorno, quando um adolescente de 13 anos sacou uma arma e abriu fogo contra um grupo de pessoas, matando um homem, 25 anos, e ferindo outros dois, ambos de 24. O jovem infrator ainda teria trocado tiros com policiais militares antes de ser baleado e morto. O caso foi encaminhado para investigação da Delegacia de Polícia Civil, em São João Nepomuceno.

Conforme o Registro de Eventos Defesa Social (Reds), policiais militares faziam o policiamento na praça quando, por volta das 3h30, o adolescente teria iniciado os disparos. Um dos tiros acertou Vinícius Vargas Cardoso, 25, que morreu logo após dar entrada no Pronto Socorro da cidade. O irmão de Vinícius, de 24 anos, também foi atingido, sendo conduzido para o mesmo hospital e, em seguida, removido para Juiz de Fora. Um outro rapaz de 24 anos foi ferido de raspão na orelha, sendo medicado e liberado.

Como relata o Reds, policiais militares teriam pedido para que o adolescente parasse de atirar, mas a ordem não foi acatada. De acordo com o documento policial, os PMs estavam a cerca de 15 metros de distância do infrator, que, ao perceber a aproximação, teria apontado sua arma para a equipe policial. Em defesa, os policiais atiraram e acertaram Carlos Eduardo Assis da Silva Gomes, que caiu com o revólver na mão.

O conteúdo continua após o anúncio

Segundo o Reds, a arma utilizada pelo jovem, um revólver de calibre 38, com uma munição intacta e cinco deflagradas, foi encaminhado para a Polícia Civil. As armas dos policiais também foram recolhidas e encaminhadas à Polícia Judiciária Militar, onde permanecerão à disposição da Justiça para fins periciais.

Baleados

Os policiais envolvidos na ocorrência, como o Reds apresenta, são dois cabos PMs, de 31 e 37 anos. Foram eles que prestaram socorro ao adolescente e aos irmãos baleados, levando-os para o Hospital de São João Nepomuceno. Vinícius Vargas sofreu uma parada cardiorrespiratória e, mesmo após procedimento de reanimação, não resistiu e faleceu. O irmão dele levou dois tiros nas costas e está internado em um hospital de Juiz de Fora em observação.

O adolescente sofreu uma perfuração no flanco direito, outra na região mamilar e uma no pé esquerdo. Ele já chegou morto ao hospital.
Conforme aponta o Reds, após diligências na praça, foram localizados seis estojos deflagrados de calibre ponto 40. Eles foram apreendidos e encaminhados à Polícia Militar.

A Tribuna entrou em contato com a Polícia Militar para que a corporação pudesse se manifestar a respeito da ocorrência, mas, até o momento, não obteve resposta.

Tópicos: polícia

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade pelo seu conteúdo é exclusiva dos autores das mensagens. A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros. Mensagens de conteúdo homofóbico, racista, xenofóbico e que propaguem discursos de ódio e/ou informações falsas também não serão toleradas. A infração reiterada da política de comunicação da Tribuna levará à exclusão permanente do responsável pelos comentários.



Desenvolvido por Grupo Emedia