Tópicos em alta: eleições 2018 / chuva / polícia

BR-040 ainda tem fluxo restrito em área de acidente

Tráfego ficou mais de nove horas fechado após veículo carregado com tambores de óleo lubrificante e graxa tombar no km 730

Por Tribuna

11/07/2018 às 08h23 - Atualizada 12/07/2018 às 10h02

Concessionária jogou areia, armazenada em cinco caminhões, para absorver parte do produto derramado (Crédito: PRF)

O fluxo de veículos ainda está sendo realizado em apenas uma faixa de cada pista da BR-040, na altura do km 730, em Oliveira Fortes, entre os municípios de Santos Dumont e Barbacena. No local, uma carreta carregada com tambores de óleo lubrificante e graxa tombou na noite de terça-feira (10), deixando a via totalmente interditada por mais de nove horas. O tráfego ficou interrompido das 20h de terça até 5h20 do dia seguinte, quando o fluxo começou a ser liberado em cada uma das faixas, nos dois sentidos.

Segundo a Via 040, concessionária que administra o trecho da BR-040 entre Juiz de Fora e Brasília, a empresa responsável pelo caminhão já está realiza os trabalhos de remediação do vazamento, transbordo da carga e limpeza da pista para a liberação total da rodovia. A expectativa é que os trabalhos durem até o fim desta quinta-feira (12).

O veículo teria tombado no sentido Belo Horizonte, por volta das 18h30, e derramado a carga sobre a pista na direção do Rio de Janeiro. Conforme a Via-040, três vítimas foram socorridas e encaminhadas para Santa Casa de Barbacena. O estado de saúde dos feridos não foi informado.

O conteúdo continua após o anúncio

Houve congestionamento de vários quilômetros nos dois sentidos da via. O acidente também impactou as viagens dos ônibus intermunicipais. Segundo informações do guichê da Saritur, que engloba a Viação Atual, os itinerários entre Juiz de Fora e as cidades de Carandaí, Conselheiro Lafaiete e Belo Horizonte estavam demorando, em média, uma hora a mais. No entanto, no momento das compras das passagens e dos embarques, os passageiros foram avisados de que os trajetos poderiam demorar até duas horas a mais do que o normal.

Por causa do tráfego pesado, a polícia orientou como alternativa o desvio pelos municípios de Oliveira Fortes, Paiva e Santa Bárbara do Tugúrio, retornando à BR-040. As rotas alternativas aumentavam a viagem em cerca de 45 quilômetros, conforme a PRF.

Entre Muriaé e Miraí

Já o trecho da MG-265, entre os municípios de Muriaé e Miraí, foi totalmente liberado para o tráfego. De acordo com a Polícia Militar Rodoviária (PMR), a circulação livre de veículos teve início por volta das 17h desta quarta. A estrada chegou a ficar totalmente interditada após uma carreta carregada de combustível tombar e se incendiar, no início da tarde da última terça-feira. O veículo transportava cerca de 25 mil litros de combustíveis. O motorista teria conseguido escapar sem ferimentos. A Polícia Civil vai apurar as causas do ocorrido.

Tópicos:

Receba nossa
Newsletter

As principais notícias do dia no seu e-mail





Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia