Tópicos em alta: sarampo / CPI dos ônibus / polícia / bolsonaro / reforma da previdência

Juiz-forana Danielly Vitória é tetracampeã brasileira de taekwondo

Atleta local conquista o quarto título nacional com 16 anos, após três lutas e 100% de aproveitamento

Por Bruno Kaehler

16/08/2019 às 17h15- Atualizada 16/08/2019 às 21h21

Dani posa com a medalha entre o embaixador do taekwondo brasileiro, Murilo Rosa (à esquerda), e o presidente da Confederação Brasileira de Taekwondo, Alberto Cavalcanti

Em 2016, 2017, 2018 e, a partir desta sexta-feira (16), também em 2019. Com um título em cada uma destas temporadas, a juiz-forana Danielly Vitória tornou-se tetracampeã brasileira de taekwondo. O caneco veio após três lutas na disputa do Supercampeonato nacional, na Arena Carioca 1, no Parque Olímpico do Rio de Janeiro (RJ), pela categoria juvenil, até 44kg. Como atleta da Federação Mineira da arte marcial, Dani bateu uma representante de Paraíba na estreia, por 27 a 0, e duas paulistas, com 4 a 2 na semifinal, e 11 a 7 na decisão.

“Acredito que tive um ótimo rendimento, ainda mais voltando de lesão, em que fiquei 20 dias sem treinar. Essa vitória significa muito para mim. Aproveito para agradecer a minha equipe, Two Brothers Team, aos meus patrocinadores e parceiros e, em especial, meus fisioterapeuta, preparador físico e nutricionista por terem me ajudado na recuperação da lesão”, relata Dani, que havia sofrido um estiramento grau 2 na coxa direita.

O conteúdo continua após o anúncio

O triunfo assegura Dani, que já defende a Seleção Brasileira, na liderança do ranking nacional em sua categoria. Após as comemorações, a atleta volta o foco para as disputas do Chile Open, em setembro, e da Copa do Brasil, no mês de novembro.

Neste sábado, o também juiz-forano Igor Ribeiro, faixa preta, compete no Supercampeonato Brasileiro, mas pela categoria adulto até 74kg. 

Tópicos: Taekwondo

Receba nossa
Newsletter

As principais notícias do dia no seu e-mail



Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia