Tópicos em alta: sergio moro / dengue / polícia / reforma da previdência / bolsonaro

Classificado no Estadual, Tupi sub-20 aposta em perfil ‘mineirinho’ por metas

“Comendo pelas beiradas”, equipe treinada por Wesley Assis registra campanha melhor que a do Cruzeiro com vaga no mata-mata conquistada com antecedência

Por Bruno Kaehler

12/07/2019 às 16h39- Atualizada 12/07/2019 às 16h45

Sob o comando do técnico Wesley Assis, Tupi sub-20 possui a quarta melhor campanha no Mineiro da categoria (Foto: Olavo Prazeres)

Um degrau de cada vez. Desta forma veio a classificação às quartas de final do Campeonato Mineiro sub-20 com três rodadas de antecedência; vitórias sobre os então líderes Atlético-MG e Uberlândia; e a campanha melhor que a do Cruzeiro até o momento. A equipe sub-20 do Tupi certamente tem trazido mais orgulho ao torcedor carijó se comparada aos times profissionais nas últimas duas temporadas. Quarto colocado do Estadual de base com 26 pontos, dois a mais que o Cruzeiro e a apenas três da ponta da tabela, ocupada pelo Uberlândia, o Galinho pensa alto, mas prefere manter os objetivos apenas entre o grupo. É “comendo pelas beiradas”, como um bom mineiro, que o técnico da equipe, o juiz-forano Wesley Assis, prefere trabalhar.

“Temos, internamente, traçados os objetivos e claro que qualquer coisa que venham externar pode parecer promessa. Mas sabemos o que queremos e aonde podemos chegar. Temos muito o que evoluir e trabalhar, e a única coisa que vamos prometer é o foco e os pés no chão para alcançarmos os objetivos. Vamos degrau a degrau. A primeira meta era classificar entre os oito e chegamos com três rodadas de antecedência. Brigamos pela parte de cima da tabela próximos dos primeiros colocados e atentos aos clubes que estão chegando. Jogo a jogo vamos encarando como decisões para chegar ao patamar mais alto que der, sempre com trabalho, quietinhos, colhendo os frutos do que estamos plantando”, conta o comandante carijó, que venceu, por exemplo, o Atlético-MG na Cidade do Galo, em Vespasiano (MG), por 1 a 0.

Volante Wesley defende, agora, o Galo de BH (Foto: Bruno Kaehler)

As consequências da trajetória aparecem, também, individualmente. O autor do gol da vitória contra o Galo de BH, por exemplo, o volante Wesley, foi contratado pelo clube da capital mineira. “O grupo é muito qualificado, com atletas que poderiam estar jogando em qualquer clube grande do país. E acreditamos muito naquilo no trabalho e que não há outra forma de se chegar ao sucesso no futebol. Tivemos um tempo curto de preparação, mas compensamos ele com intensidade, que não foi abandonada na competição. Os atletas compraram a ideia e esse conjunto de fatores propiciou a campanha até aqui. Plantamos bem e estamos colhendo os frutos com muita humildade e pés no chão. Sabemos, ainda, que podemos chegar um pouco mais longe pelo trabalho que temos feito”, analisa o técnico Wesley Assis.

O conteúdo continua após o anúncio

“Pausa prejudicial”
Doze das 15 rodadas foram disputadas na fase de pontos corridos até a pausa no Mineiro, iniciada no último dia 30. O Galinho, de oito vitórias, dois empates e duas derrotas, já possui vaga nas quartas de final assegurada. Como os quatro primeiros colocados possuem vantagem de mando de campo na partida de volta do mata-mata, o Tupi sub-20 luta para se manter no G-4 e, se possível, subir posições nos três jogos restantes, contra o América-TO, dia 2 de agosto, e o Serranense, dia 9, ambos em JF, além do Bétis FC, em Ouro Branco (MG), marcado para 17 de agosto.

Diante da campanha alvinegra, o técnico carijó viu a pausa na competição, prevista em regulamento, como “prejudicial. Existia até um movimento dos clubes contra essa parada, mas precisamos passar por cima. Tivemos algumas dificuldades na competição e superamos, essa é mais uma. Planificamos essas quatro semanas de trabalho antes do jogo contra o América-TO da melhor forma possível, mas considero essa parada como algo muito ruim pelo ritmo de competição que a gente estava.”

Busca por amistosos

Com a pausa, o elenco carijó obteve oito dias de descanso. A folga foi encerrada na última terça-feira (9). “Neste retorno, a primeira semana tem ênfase na parte física, devido ao período de inatividade dos atletas e, nesse sentido, trabalhar sem esquecer as partes técnica e tática. E nas próximas vamos planificar de três a quatro amistosos para recuperar nosso ritmo de jogo. Já estamos com possibilidade de enfrentar grandes clubes da categoria sub-20 e equipes profissionais. A diretoria tem se manifestado em relação a isso, dando esse respaldo para conseguirmos manter o nível que tivemos de atuação”, relata o treinador.

Receba nossa
Newsletter

As principais notícias do dia no seu e-mail



Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia