Tópicos em alta: sarampo / CPI dos ônibus / polícia / bolsonaro / reforma da previdência

Juiz-foranos completam 87km em ultramaratona na África do Sul

Gláucio Monte-Mór, Vanderson Luiz de Souza e Erick Brugiolo representaram Juiz de Fora durante mais de oito horas de prova

Por Fabiane Almeida, estagiária sob supervisão do editor Bruno Kaehler

12/06/2019 às 18h19

Três juiz-foranos enfrentaram um longo desafio nos cerca de 87km da Comrades Marathon, na África do Sul, no último domingo (9). Gláucio Monte-Mór, Vanderson Luiz de Souza e Erick Brugiolo correram entre outros 20 mil atletas, sendo cerca de 170 brasileiros. O percurso de subida iniciou na cidade de Durban, com linha de chegada em Pietermaritzburg. Os atletas tiveram 12 horas para completar o trajeto e os representantes de Juiz de Fora cumpriram a meta.

Vanderson (esquerda), Gláucio e Erick completaram os quase 87km na África do Sul (Foto: Arquivo pessoal)

Gláucio, da categoria masculina 40-49 anos, conquistou o objetivo de registrar marca inferior a nove horas, com 8h53min4s. “Fiz uma prova consciente, não forcei o ritmo no início, porque são quase 90km morro acima. Fiz um ritmo programado de acordo com o que treinei. Eu praticamente não andei ou parei e cheguei bem, sem desconforto ou câimbra”, conta Gláucio Monte Mor, que ficou na 2.250ª colocação.

O conteúdo continua após o anúncio

Em comparação com o ano anterior, em que a prova havia sido de descida, Vanderson Luiz (40-49) sentiu suas dificuldades no aclive e completou a prova em 9h37min56s. “Muito duro e cansativo o percurso. No mais, a corrida continua com a mesma magia, as cidades e os moradores de lá são muito receptivos”, conta o 4.263º lugar.

Competindo pelo aberto masculino, Erick Brugiolo driblou as dificuldades com planejamento e conseguiu completar a prova depois de ter se sentido mal durante os primeiros 40km. “A expectativa era de concluir a prova bem fisicamente e mentalmente, sem levar o corpo ao limite e foi isso que consegui. A primeira metade foi muito difícil, até o quilômetro 40 senti muita náusea, provavelmente por conta de um gel que não estava me fazendo muito bem. Depois tive que me reestabelecer e mudar a estratégia de alimentação, mas deu tudo certo e consegui concluir a prova”, conta o corredor e professor de Educação Física. Ele atingiu a linha de chegada com 10h47min42s, atrás de outros 8.827 competidores.

Receba nossa
Newsletter

As principais notícias do dia no seu e-mail



Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia