Tópicos em alta: eleições 2022 / coronavírus / vacina / polícia / obituário

Tupynambás classifica e Tupi é eliminado do Módulo II

Baeta faz boa partida e vence o Democrata de Sete Lagoas por 3 a 0; Tupi leva a virada e dá adeus ao estadual


Por Gabriel Silva

11/06/2022 às 17h46- Atualizada 11/06/2022 às 17h52

O futebol de Juiz de Fora terá apenas um representante no hexagonal final do Módulo II do Campeonato Mineiro. Em Sete Lagoas, o Baeta fez grande exibição e venceu o Democrata por 3 a 0, garantindo vaga na próxima fase da competição. O Galo Carijó, no Estádio Municipal Radialista Mário Helênio, perdeu para o Coimbra por 2 a 1 de virada e ficou fora do G-6 da primeira fase.

Com a vitória, o Tupynambás chegou a 19 pontos, na segunda colocação. O adversário, Democrata, também conseguiu a vaga no hexagonal final, encerrando a primeira fase na sexta posição, com 16 pontos.

O Tupi, entretanto, somou 15 pontos e ficou apenas na sétima colocação após a derrota para o Coimbra. O adversário, mesmo vencendo, não evitou o descenso e jogará a Segunda Divisão em 2023. O Uberaba foi a outra equipe rebaixada, enquanto o Aymorés escapou do Z-2 ao vencer o Nacional de Muriaé.

Tupynambás arrasador

(Foto: Reprodução/Eleven Sports)

A vitória do Leão do Poço Rico foi encaminhada logo na primeira etapa. Aos 26 minutos, Luan Henrique recebeu passe de Marcellinho em contra-ataque e tocou na saída do goleiro para abrir o placar. Cinco minutos depois, Leandrinho recebeu cruzamento na área e se antecipou à defesa para testar para o fundo da rede e dobrar a vantagem: 2 a 0.

No segundo tempo, o Baeta voltou com tudo e ampliou o marcador logo no primeiro minuto. A defesa do Democrata errou passe ainda no campo de defesa, o Tupynambás recuperou com Wellington e rapidamente acionou Pablo Sampaio na área, que bateu rasteiro para marcar o terceiro tento do Leão e decretar o placar final.

O conteúdo continua após o anúncio

O Baeta foi escalado pelo técnico Nilson Corrêa com: Juliano Chade, Igor Pupinski, Zé Eduardo, Rayan e Wesley; Vitor Carre, Leandrinho e Marcellinho; Wellington Batista, Pablo Sampaio e Luan Henrique. Já o Democrata entrou em campo com: Luan, Kekeu, Ulisses, Carciano e Thainler; Rafinha, Juliano e Radamés; Lucas Abreu, Tito e Jeferson

Tupi leva a virada e decepciona

A relação não contou com o meia Hiroshi, barrado pelo técnico Ademir Fonseca, insatisfeito com o comportamento dentro e fora de campo do jogador, que deve ser desligado do Galo. Além dele, o zagueiro Adriano Alves foi desfalque por sentir desconforto muscular durante o aquecimento.

Após um primeiro tempo sem gols, o placar foi alterado na segunda etapa. O meia Jeffinho contou com falha da defesa do Coimbra para acionar Muller que, de dentro da área, abriu o placar aos 12 minutos do segundo tempo. Logo em seguida, no entanto, Pedro Rodrigues resolveu arriscar da intermediária de ataque, o goleiro carijó João Lucas tentou rebater a bola, mas cometeu falha fatal e a bola parou nas próprias redes, com o empate sacramentado. Aos 45 minutos, Klysman acertou bela cobrança de falta e garantiu a vitória do Coimbra.

O Tupi jogou com João Lucas; Adson, Juan Evangelista (Gabriel Cassimiro), Emerson e Elder (Romarinho); Rafinha Borges e Jeffinho; Fabrício Marabá (Sávio), Raphael Toledo e Pingo (Willy); Muller Fernandes. Já o Coimbra, do técnico Cícero Júnior, foi escalado com Glaycon; Maurício, Renan, Gabriel Ferreira e Pedro Rodrigues; Pablo, Souza e Gustavo Crecci; Dodô, Adriano Amorim e Thomasel.

Hexagonal final do Mineiro Módulo II

Além da equipe juiz-forana, classificaram para o hexagonal final: Betim, Tupynambás, Boa Esporte, Varginha, Ipatinga e Democrata. As partidas da próxima fase estão agendadas, no regulamento, para começarem no próximo sábado (18). O Módulo II tem calendário previsto até o dia 30 de julho, com partidas de ida e volta entre os finalistas e os dois primeiros sobem para a elite do futebol mineiro.

Os comentários nas postagens e os conteúdos dos colunistas não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é exclusiva dos autores das mensagens. A Tribuna reserva-se o direito de excluir comentários que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros. Mensagens de conteúdo homofóbico, racista, xenofóbico e que propaguem discursos de ódio e/ou informações falsas também não serão toleradas. A infração reiterada da política de comunicação da Tribuna levará à exclusão permanente do responsável pelos comentários.



Desenvolvido por Grupo Emedia