Tópicos em alta: eleições 2022 / coronavírus / vacina / polícia / obituário

Com bicampeão paralímpico, grupo representa JF no Brasileiro de Natação

Gabriel Araújo, Gabriel Schumann, Manuela Ribeiro, Marcus William e Paulo Costa integram a equipe, além do campeão paralímpico e da comissão técnica com Fábio Antunes, Romulo Assumpção e Matheus Amendoeira


Por Bruno Kaehler

11/05/2022 às 18h14

A partir desta quinta-feira (12), até o sábado (14), Gabriel Araújo (Gabrielzinho), Gabriel Schumann, Manuela Ribeiro, Marcus William (Lambari) e Paulo Costa mergulham na disputa do Campeonato Brasileiro de Natação Paralímpica em São Paulo (SP), no Centro de Treinamento Paralímpico. O quinteto irá representar novamente o esporte aquático juiz-forano entre os melhores atletas do país, auxiliados pela comissão técnica composta pelo técnico Fábio Antunes, o auxiliar Romulo Assumpção e o staff Matheus Amendoeira. No caso de Gabrielzinho, o evento ainda irá servir como preparação para a disputa do Mundial, em junho, em Portugal.

“O Brasileiro é muito importante, pois lá estarão os principais atletas do Brasil, é uma competição muito forte. O objetivo é atingir ótimos tempos pensando em competições internacionais que irão ocorrer no segundo semestre. Vamos avaliar também um momento específico do programa de treino”, contextualiza o coach juiz-forano da seleção brasileira Fábio Antunes.

Equipe juiz-forana que estará em ação nos próximos três dias em São Paulo (Foto: Arquivo pessoal)

O bicampeão na Paralimpíada de Tóquio 2020 (200m livre e 50m costas) irá disputar os 50m peito, 50m costas, 50m, 100m e 200m livre; Schumann, por sua vez, terá pela frente os 100m costas, 100m peito, 50m, 100m e 400m livre; já Manu Ribeiro também tem cinco provas pela frente: 100m borboleta, 100m costas, além dos 50m, 100m e 400m livre, enquanto o atleta Lambari disputará os 50m borboleta, 50m costas, 50m peito, 150m medley, 50m, 100m e 200m livre, e Paulo Costa irá encarar os 200m medley.

Coach da seleção brasileira de natação, Fábio relatou à Tribuna que “a equipe está bem motivada e evoluindo a cada dia. Nos treinos, eles estão mais rápidos do que nos programas anteriores, e isto mostra a evolução técnica e física dos atletas.” Até o evento dos próximos dias, outras duas etapas do Circuito Loterias Caixa contaram com participação dos representantes de Juiz de Fora. “Nadamos muitas provas e tínhamos objetivos diferentes, de estar nas primeiras colocações em todas as premiações. Batemos vários recordes, fomos destaque por equipe, tendo melhor clube classe baixa, segundo melhor treinador do evento, atleta com maior índice técnico, entre outros pontos relevantes”, ressalta.

“Nesta competição, diminuímos o número de quedas na água e vamos para as principais provas de cada atleta. Queremos simular as grandes competições e atingir boas marcas pessoais”, projeta Fábio.

O conteúdo continua após o anúncio

LEIA MAIS

Fora do Clube Bom Pastor

Para este Brasileiro de Natação, a equipe já havia sido inscrita pelo Clube Bom Pastor, agremiação que foi representada por anos pelos atletas que estão em São Paulo. No entanto, desde 25 de abril, conforme Fábio, o vínculo do grupo de atletas e do treinador foi desfeito. “A nossa saída do clube se deu por divergências e incompatibilidade de ideias com a nova gestão do mesmo. Acredito que dentro da nossa realidade é possível ter atletas de alta performance, mesmo sendo um clube para formação de atletas. Temos muito que agradecer ao Bom Pastor, mas fomos em busca de nossos ideais e do que acreditamos sobre o potencial do nosso trabalho”, resumiu Fábio.

A reportagem entrou em contato com a agremiação em busca de um posicionamento sobre a saída, mas não obteve retorno até a publicação desta matéria.

Desde a ruptura, os atletas têm migrado entre piscinas da região para se manterem ativos em treinamentos. “Estamos treinando em alguns locais que abriram as portas e contribuíram com o bom andamento do programa de treino. Temos alternado atividades na FibraTech, AABB, Colégio Academia / UniAcademia e na Prefeitura Municipal de Chácara”, explica o coach, que ainda avalia, ao lado dos atletas, a melhor opção para o futuro. “Recebemos algumas ligações e convites. No entanto, não estamos focando nisso. O time está unido e motivado. Na hora certa tudo vai se ajustar. A criação de uma equipe/assessoria própria pode ser uma alternativa.”

Dupla convocada para o Mundial

A Ilha da Madeira, em Portugal, também terá a bandeira de Juiz de Fora em suas piscinas. Dos dias 12 a 14 de junho, Gabriel Araújo e Fábio estarão na disputa do Mundial de Natação, uma das prioridades da temporada. A convocação foi confirmada na terça-feira (10) pelo Comitê Paralímpico Brasileiro. “Vamos usar o Brasileiro para poder avaliar uma fase específica do programa de treino. O Gabrielzinho vai nadar todas as provas que disputará no Mundial, com intuito de oficializar uma marca para um possível revezamento”, explica Fábio, que comemorou mais uma oportunidade de vestir o verde e amarelo de seu país. “É sempre gratificante e uma honra defender o Brasil. Só posso agradecer a todos que contribuíram para isso.”

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade pelo seu conteúdo é exclusiva dos autores das mensagens. A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros. Mensagens de conteúdo homofóbico, racista, xenofóbico e que propaguem discursos de ódio e/ou informações falsas também não serão toleradas. A infração reiterada da política de comunicação da Tribuna levará à exclusão permanente do responsável pelos comentários.



Desenvolvido por Grupo Emedia