Tópicos em alta: sergio moro / dengue / polícia / reforma da previdência / bolsonaro

Jovens de projeto social de Santana do Deserto recebem base do Fluminense

Onda Solidária promove atividades educacionais e esportivas por interação entre os atletas e crianças e adolescentes atendidos

Por Bruno Kaehler

09/07/2019 às 20h27

Jovens do Onda Solidária jogam o popular totó, uma das atividades esportivas praticadas nesta terça (Foto: Divulgação)

Dezenas de crianças e adolescentes de Santana do Deserto (MG), que integram o projeto Onda Solidária, receberam, nesta terça-feira (9), atletas e profissionais do sub-15 e sub-17 do Fluminense. O evento, sediado no Ecocentro Social Vila dos Sonhos, localizado em Santana do Deserto, localizada a cerca de 50 quilômetros de Juiz de Fora, promoveu a interação dos jovens através de atividades conectadas com a natureza, como o plantio e a colheita de alimentos, além de workshops e dinâmicas esportivas durante todo o dia – estas realizadas também no estádio da cidade, utilizado pelo Santanense.

Segundo o coordenador e professor do projeto, Linus Pauling, a experiência consistiu em “um aprendizado único tanto para os alunos, quanto para nós, profissionais da área esportiva, pois temos a oportunidade de aprender com uma equipe altamente conceituada.” Já segundo o presidente da Onda Solidária, Ricardo Calçado, as atividades beneficiaram todos os envolvidos.

O conteúdo continua após o anúncio

“Essa parceria que possuímos com o Fluminense é muito importante para inspirar e motivar os alunos do projeto e a comunidade, assim como despertar o espírito solidário nos jogadores e em todos os participantes nessas dinâmicas”, ressalta Calçado, que antecipa, ainda, que a próxima etapa será a ida dos jovens atendidos pelo projeto até o centro de treinamento do Tricolor carioca.

Evento reuniu dezenas de pessoas em Santana do Deserto (Foto: Divulgação)

Parceria com o Criança Esperança

O projeto encabeçado por Calçado é um dos poucos no Estado a obter apoio do Criança Esperança na Vila dos Sonhos, espaço que funciona como um ecocentro social e possibilita as atividades a quase 250 crianças e adolescentes integrantes. Além de trabalhar o esporte como ferramenta de inserção social, a Onda Solidária busca realizar iniciativas de caráter educacional por meio de movimentos que fomentem também a arte, a cultura e o contato com a natureza, assim como o entendimento do conceito de sustentabilidade, diferente do que é vivenciado em grandes centros.

Nesta terça, por exemplo, os jovens colheram verduras da horta orgânica do projeto que foram utilizadas na feijoada servida para os presentes em Santana do Deserto almoçarem. Há, ainda, outras atividades, como a produção de tijolos de adubo, reutilização de pneus e caminhadas ecológicas.

Receba nossa
Newsletter

As principais notícias do dia no seu e-mail



Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia