Tópicos em alta: polícia / chuva

Torcedores apoiam o Tupi no último treino da temporada em JF

Jogadores agradecem incentivo de dez carijós no Estádio Municipal. Vilar projeta duelo em que, se não sofrer gols, assegura clube na Série C de 2019

Por Bruno Kaehler

08/08/2018 às 20h49- Atualizada 09/08/2018 às 13h35

Torcida presente no Municipal incentivou equipe para partida decisiva no Sul do país (Foto: Felipe Couri)

Com viagem marcada para a manhã desta quinta-feira (9) rumo a Erechim (RS), onde o Tupi encara o Ypiranga (RS) pela rodada derradeira da Série C na luta contra o rebaixamento no sábado (11), às 17h, os jogadores realizaram a última atividade da temporada em Juiz de Fora nessa quarta (8), no Estádio Municipal Radialista Mário Helênio, e contaram com ilustre presença de dez torcedores nas arquibancadas. Os carijós gritaram o nome dos atletas e do técnico Aílton Ferraz com o objetivo de incentivar o elenco antes da ida para o Sul do país.

Um dos homenageados foi o goleiro Vilar, que não perdeu se ausentou sequer de uma partida desta Série C pelo clube. “O torcedor está de parabéns não só por ter vindo aqui, mas pelo que fez nos últimos dois jogos, por terem comparecido e nos apoiado. E hoje foi mais um exemplo de que estão conosco. Talvez não consigam viajar para Erechim, mas deram um demonstrativo de que estão abraçados com o clube, com o nosso grupo e vamos fazer o possível para realizar um bom jogo e garantir a permanência”, agradeceu o arqueiro.

No gramado do Colosso da Lagoa, palco do duelo de sábado, a importância de Vilar será ainda maior. Se o arqueiro não sofrer gol no sábado, o Tupi segue na Série C em 2019. A invencibilidade defensiva carijó nos 90 minutos, contudo, dependerá também do sucesso coletivo do setor de marcação juiz-forano. “Estou bem consciente da responsabilidade sobre essa questão de não levar gols, mas quem sofre é o time inteiro, cada um com sua função dentro do jogo. É uma partida decisiva, nos colocamos nesta situação. Tivemos 17 rodadas para que isso não acontecesse, então temos que estar bem atentos”, destaca o goleiro.

Um empate mantém o Tupi na Terceira Divisão nacional para 2019. A derrota para os gaúchos define a queda alvinegra se o Volta Redonda (RJ) pontuar contra o Joinville (SC) no mesmo horário, no Rio de Janeiro.

O conteúdo continua após o anúncio

Testes sem capitão3

Se a terça-feira (7) de treino carijó foi marcada por manutenção de base do time que venceu o Volta Redonda (RJ) na última rodada, com apenas a natural entrada do zagueiro Mateus na vaga do suspenso Sidimar, o dia seguinte foi de mais alterações promovidas pelo técnico Aílton Ferraz. O comandante testou, primeiro, o volante Leo Costa ao lado de Marcel. O atacante Reis foi sacado, e o ataque carijó foi formado por uma linha com Rodrigo Dantas, Diego Luís, João Willian e Potita.

Na segunda parte do coletivo, Reis voltou ao onze carijó, com Leo Costa entre os reservas. Houve tempo ainda para Aílton ver novamente uma equipe mais ofensiva em simulação de placar desfavorável, com os agudos Paulinho e Wellington Barbosa pelos lados do ataque alvinegro.

Curiosamente, entre os escalados, um jogador terá que substituir Sidimar como capitão da equipe. O líder neste sentido, contudo, ainda não foi definido pelo comandante. “Estamos vendo o perfil de cada um. O Sidimar tem uma liderança muito boa e pedimos para ele ter orientações mais fortes no treino. Mas ainda não pensei em quem será o capitão. É uma batalha final e não dá para focar em apenas um. Todos devem ter a liderança e um mesmo espírito”, justifica Aílton.

O Tupi não treina nesta quinta em virtude da logística, já que só desembarca em Erechim à noite, mas tem atividade leve programada para a sexta (10) antes da partida final contra o Ypiranga.

Receba nossa
Newsletter

As principais notícias do dia no seu e-mail



Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia