Tópicos em alta: eleições 2018 / polícia / outubro rosa

Prazo para pagamento com 6% de desconto no IPTU vence na próxima semana

Redução vale para quem fizer a quitação à vista de todas as parcelas; pagamento dividido em dez vezes começa a ser cobrado em março

Por Tribuna

14/02/2018 às 17h30- Atualizada 14/02/2018 às 17h43

Termina, na próxima terça-feira (20), o prazo para pagamento do Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU) com desconto de 6% no acerto à vista. A condição é garantida, inclusive, para quem possui débitos relacionados à inscrição imobiliária. A expectativa é de que sejam arrecadados R$ 4 milhões com o pagamento com esse desconto. Há, ainda, a alternativa de parcelamento em dez vezes, com vencimentos sempre no dia 10, de março a dezembro, sem redução no valor original. O valor mínimo de cada parcela precisa ser de R$ 9,86.

De acordo com o cronograma inicial divulgado pela Prefeitura, a distribuição dos carnês via Correios teria sido concluída no dia 9 de fevereiro. A Tribuna não conseguiu confirmar essa informação com a Secretaria da Fazenda nesta quarta-feira (14). Ao todo, foram enviados 145.194 carnês de IPTU/ Taxa de Coleta de Resíduos Sólidos (TCRS) e Contribuição para Custeio do Serviço de Iluminação Pública (CCSIP). Quem não recebeu o documento, pode obter a segunda via através do site www.pjf.mg.gov.br ou procurar o Espaço Cidadão JF.

O conteúdo continua após o anúncio

De acordo com balanço divulgado pela Fazenda, foram arrecadados cerca R$ 60 milhões com o pagamento à vista do imposto com desconto de 11%. O número representa a adesão de 59.979 contribuintes dos cerca de 175 mil cadastrados pela Prefeitura. A meta inicial de 30% de adesão ao desconto de 11% foi superada, já que o índice contabilizado foi de 34%. O prazo para contar com o benefício, restrito aos contribuintes que não possuem débitos imobiliários, venceu em 10 de janeiro, já contando a prorrogação.

Sobre os canais de atendimento, o posicionamento da Fazenda é de que os contribuintes correntistas devem priorizar o pagamento via internet banking ou nos caixas eletrônicos das agências credenciadas. Quem não for correntista, ainda segundo a pasta, deve realizar o acerto nas lotéricas (para valores até R$ 2 mil). Acima desta quantia, a orientação é que o pagamento seja feito nas agências da Caixa e do Santander.

A inadimplência do imposto gira em torno de 17% em Juiz de Fora. Este ano, a Prefeitura trabalha com uma base de 214.814 imóveis inscritos, alta de 2,6% na base do ano anterior (209.284). Os números não consideram os isentos, que somam 3.647. As remissões chegam a 29.312. A arrecadação prevista na Lei Orçamentária Anual é de cerca de R$ 160,6 milhões para o IPTU e de R$ 56,5 milhões para a Taxa de Coleta de Resíduos Sólidos.

Receba nossa
Newsletter

As principais notícias do dia no seu e-mail





Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia