Tópicos em alta: delivery jf / coronavírus / vacina / chuva / polícia / obituário

Por vazamento de óleo, Porsche comunica recall

Empresa informa que entrará em contato com os proprietários dos modelos Cayenne e Cayenne Coupé

Por Tribuna

13/12/2020 às 07h00

O Procon-SP orienta os consumidores sobre seus direitos, no que diz respeito ao recall dos veículos Porsche modelos Cayenne e Cayenne Coupé, ano-modelo 2020, fabricados entre 19 de setembro e 3 de dezembro do ano passado, chassis iniciais WP1BA29. O órgão esclarece que a Porsche deve apresentar os esclarecimentos que se fizerem necessários, conforme determina o Código de Defesa do Consumidor, inclusive com informações claras e precisas sobre os riscos para o consumidor.

No comunicado, a empresa esclarece que, devido à combinação incorreta de materiais para a fabricação da linha de óleo ATF, em um dos fornecedores de peças, existe a possibilidade de que a soldagem por fricção entre a linha e o flange de uma linha de óleo ATF para a transmissão Tiptronic não atenda às especificações, o que pode gerar vazamento de fluido entre a linha e o flange. Com esse vazamento durante a condução do veículo, a estrada pode se tornar escorregadia, aumentando, assim, o risco de acidentes para o consumidor e demais condutores e de lesões graves ou até morte.

O conteúdo continua após o anúncio

Os proprietários dos veículos envolvidos devem realizar agendamento, para avaliação técnica, junto a uma concessionária autorizada e, se necessária, será feita a substituição da linha de óleo ATF da transmissão Tiptronic. Os consumidores que sofreram algum tipo de acidente podem solicitar, por meio do Judiciário, a reparação dos danos eventualmente sofridos.

Para agendamento e mais informações, a Porsche disponibiliza o e-mail [email protected]



Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Desenvolvido por Grupo Emedia