Tópicos em alta: delivery jf / coronavírus / vacina / tribuna 40 anos / polícia / obituário

Fantasia de carnaval com criatividade e conforto

Inspire-se nestas ideias e arrase nos blocos


Por Bárbara Riolino

28/01/2018 às 07h00- Atualizada 29/01/2018 às 10h32

A folia já está ganhando as ruas em Juiz de Fora, e, para arrasar nos blocos de carnaval, é preciso pensar em looks estilosos e criativos. Com o calor registrado nestes dias de verão, a dica é escolher fantasias feitas com tecidos confortáveis, que permitam a pele dar uma respirada e dão mais mobilidade ao corpo.

Para a coordenadora do curso de Design de Moda do Centro Universitário Estácio de Juiz de Fora, Paula Campos de Castro, os tipos mais indicados são tecidos de fibras naturais, como o linho e o algodão. Vale também a viscose, que é uma fibra artificial produzida a partir de refugos de algodão ou celulose de madeira, sendo considerada um “genérico” do algodão. “Esses tecidos são indicados por permitirem uma melhor transpiração, evitando, principalmente nas crianças, uma desidratação, mesmo que leve”, alerta.

Ficha técnica
Produção: Ana Paula Calixto
Maquiagem e cabelo: Dani Brito
Modelos: Letícia Renault e Ludmilla Abreu

 

Mas se a opção é buscar por modelos prontos nas lojas, Paula orienta verificar as informações sobre a composição das peças na etiqueta do produto. “O consumidor deve ficar atento ao tipo de material usado, evitando as fibras sintéticas como o poliéster.” Saias de tule coloridas e bodys divertidos, como vistos com mais frequências nas lojas este ano, são boas opções, segundo Paula. Para ela, os bodys são ótimos, além de muito confortáveis por serem feitos com elastano. “Vale escolher modelos de body mais cavados e com pouco tecido, evitando golas altas e mangas longas. Uma boa opção para as roupas justas é a viscolycra, que é composta por 96% de viscose e 4% de elastano. É um tecido liso, leve e com grande elasticidade, possuindo um ótimo caimento”, recomenda.

Truques de stylish

Para pular o carnaval não precisa mais investir em fantasias temáticas e cheia de detalhes que, nem sempre, contribuem para o bem-estar do folião. A tendência, segundo a produtora de moda e professora do curso de moda da Estácio Juiz de Fora, Ana Paula Calixto, é se fantasiar daquilo que lhe agrada, unindo referências e montando uma produção única. “Na moda não existe nada que você não possa usar. Mas quando o assunto é carnaval, o conforto deve nortear suas escolhas. Ao montar o seu look, escolha peças que não vão te obrigar a ficar arrumando a todo momento, como uma alça que fica caindo, um decote ou um short que te deixa incomodada. Deixe à mostra apenas aquilo que você quer que apareça”, afirma.

O conteúdo continua após o anúncio

Dentre as peças em alta, Ana Paula destaca as hot pants, um hit da moda praia que chega direto para a avenida. “A hot pant é uma calcinha maior e super confortável. Dá para brincar com saias e camisas mais transparentes”, sugere. Outra dica é investir pesado nas pochetes, que voltaram com tudo. “É lá que você vai levar documento, celular, dinheiro e um batom para fazer o retoque da maquiagem. Você pode usá-la transpassada na lateral do corpo ou na cintura, para marcá-la, o que é bem mais interessante.” Se você não tem uma pochete, pode investir em mochilas pequenas, que também possuem uma temática bem-humorada.

O maiô, outra peça que ganhou bastante destaque nos últimos anos, vai muito bem como body e é sinônimo de conforto. A produtora ainda recomenda camisetas com dizeres engraçados, que você encontra nas lojas ou pode produzir ao melhor estilo DIY (Do it yourself) – faça você mesmo. “Você pode criar uma estampa personalizada ou desenhar na camiseta com uma caneta própria. O mesmo vale para fazer recortes com a tesoura. Vale fazer fendas ou mullet, que é mais curto na frente e comprido atrás.”

Nos cabelos, Ana Paula indica o uso de tiaras, arcos, turbantes e demais adornos que correspondem ao carnaval, com muitas plumas e paetês. “Dê preferência a brincos grandes e coloridos, mas é bom evitar colares, por conta do calor.” Está na dúvida entre as cores? A dica da produtora são tons fluorescentes e bem coloridos. Nos pés, ela dá o recado: não use rasteirinhas. “O melhor calçado para pular o carnaval é o tênis. Ele protege seu pé contra caco de vidro, sujeira e pisões. Além disso, você pode brincar com os modelos e as meias, deixando a produção ainda mais interessante.”

Make para durar

Para que a make dure mais do que a folia de Momo, a maquiadora artística e professora do curso de moda da Estácio, Dani Brito, explica que a permanência dela na pele está relacionada aos tipos de produtos escolhidos. Para isso, ela recomenda o uso de produtos que sejam à prova d’água, como máscara de cílios e delineadores de olhos. Mas antes disso, a pele deve ser preparada, e esse estágio faz toda a diferença. “Antes da make, aplique o filtro e pó translúcido para fixar. Use um primer para preparar e uniformizar a pele. Depois aplique bases ou produtos mais leves, como o BBcream ou o CCcream, e o pó. Opte por aqueles com proteção solar também. Procure usar materiais que tenham efeito matte. Isso vale para tudo, mas principalmente para os batons”, destaca Dani.

Outro queridinho da época é o glitter, que promete, por mais um ano, trazer mais brilho aos foliões. Dani ressalta que o glitter pode ser aplicado no rosto de formas bem eficientes e duradouras, a partir do uso do produto em gel. Mas caso prefira utilizar o glitter em pó, basta fixá-lo com cola para cílios. A mesma dica serve para as pedrarias. Nos lábios, a maquiadora explica que deve ser usado um batom cremoso primeiro, para depois aplicar o glitter. “Outra tendência são os batons metalizados. Vale, inclusive, fazer um mix de tons”, recomenda. Nos cabelos, Dani reitera que o glitter pode ser aplicado por meio de um gel específico para os fios, ou misturando o pó em um gel de cabelo comum.

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Desenvolvido por Grupo Emedia