Tópicos em alta: polícia / campeonato mineiro / bolsonaro

Orquestra Barroca revisita Beethoven em novo CD

Atualizada às 13h50 Consagrado em sua época, Ludwig van Beethoven é revisitado no 15º álbum da Orquestra Barroca, lançado nesta quarta-feira, às 20h, na Capela da Santa Casa de Misericórdia, com concerto da Orquestra de Câmara Pró-Música/UFJF. “É um CD de comemoração de um jubileu. São duas datas redondas”, sentencia o regente Luis Otávio Santos, […]

Por Tribuna

11/12/2014 às 07h00- Atualizada 11/12/2014 às 14h12

Atualizada às 13h50

Consagrado em sua época, Ludwig van Beethoven é revisitado no 15º álbum da Orquestra Barroca, lançado nesta quarta-feira, às 20h, na Capela da Santa Casa de Misericórdia, com concerto da Orquestra de Câmara Pró-Música/UFJF. “É um CD de comemoração de um jubileu. São duas datas redondas”, sentencia o regente Luis Otávio Santos, fazendo referência, também à 25ª edição do Festival Internacional de Música Colonial Brasileira e Música Antiga, realizado em Juiz de Fora em julho deste ano. “Sem contar que somos a única Orquestra Barroca em atuação profissional no Brasil”, completa Luis Otavio, que tem o mérito de reunir na cidade, todos os anos, num mesmo palco, dezenas de músicos de várias partes do país para a gravação do disco.

“É a primeira vez que a sinfonia de Beethoven está sendo executada com instrumentos de época no país. Algo importante não só por podermos realizar o projeto de tocar com a mentalidade da época do compositor, mas também por ser um festival que vem levando o nome de Juiz de Fora para o exterior”, afirma. Além da “Sinfonia n.1, op.21, em dó maior”, do artista alemão, o álbum traz a abertura da ópera “Zaíra” (1816), de Bernardo Souza Queiroz, a mais antiga ópera composta no Brasil, cuja partitura sobrevive, e “Sinfonia n.40 KV 550, em sol menor”, de Mozart. “A peça de Mozart é desafiadora. Com ela, mostramos o grau de amadurecimento e aperfeiçoamento a que chegamos.”

Sem antecipar os planos para 2015, o regente volta no tempo para falar sobre o início do projeto. “Espelhando em toda minha experiência de duas décadas na Europa neste gênero, a orquestra passou por um período de gestação. Antes, o CD era gravado pelos alunos da escola. A orquestra deu uma guinada no produto apresentado.” Os interessados em adquirir o disco devem procurar o Centro Cultural Pró-Música. Pela gravação do CD com obras de J.F. Rebel, J.S. Bach e Lobo Mesquita, em 2006, o grupo recebeu o prêmio “Disco de Ouro” concedido pela revista “Diapason”.

O conteúdo continua após o anúncio

No lançamento do 15º álbum, a Orquestra de Câmara Pró-Música/UFJF apresenta “Serenata em forma de Sonatina”, de Tchaikovsky, e “Impromptu”, de Sibelius, sob regência de Ângela Pinto Coelho.

CD ORQUESTRA BARROCA

Lançamento nesta quinta, às 20h, com concerto da Orquestra de Câmara Pró-Música/UFJF

Capela da Santa Casa de Misericórdia

(Av. Rio Branco 3.353 – Bom Pastor)

Receba nossa
Newsletter

As principais notícias do dia no seu e-mail



Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia