Tópicos em alta: eleições 2022 / coronavírus / vacina / polícia / obituário

Brad Pitt luta contra o azar e assassinos insanos em ‘Trem-bala’

Longa de David Leitch estreia nesta quinta-feira com elenco estelar e cenas de ação absurdas


Por Júlio Black

04/08/2022 às 14h26

O assassino pacifista Joaninha (Brad Pitt) vai descobrir que mesmo malas leves e com alça podem dar muito trabalho (Foto: Reprodução)

Depois de dirigir produções como o primeiro longa da franquia “John Wick” (não creditado), “Atômica”, “Deadpool 2” e “Velozes & Furiosos: Hobbs & Shaw”, David Leitch encara a missão de reunir um elenco estelar em “Trem-bala”, longa que estreia nesta quinta-feira no Brasil. O filme da Sony Pictures é a adaptação do livro homônimo do japonês Kotaro Isaka, lançado em 2010 e que vendeu milhões de exemplares pelo mundo.
Encabeçando o elenco de estrelas está o cada vez melhor Brad Pitt, que aos 58 anos interpreta o assassino profissional Joaninha. O problema é que, apesar de ser “profissional”, o sujeito é absolutamente azarado e atrapalhado no seu ofício, marcado por mortes acidentais. Por causa disso, ele decide que está na hora de fazer outra coisa da vida e adotar uma postura pacifista.

O conteúdo continua após o anúncio

Mas como todo criminoso profissional sempre aceita uma missão a mais, ele aceita realizar um trabalho para a agenciadora Maria (Sandra Bullock): pegar uma maleta em um trem-bala viajando entre duas cidades japonesas e fazer a entrega. O que parece simples, a princípio, vai se mostrar uma jornada alucinada com muitos tiros, facadas, porradaria e reviravoltas, pois pelo menos uma dezena de outros assassinos está de olho na maleta, e aí que entra o restante do elenco que raramente se vê reunido num mesmo filme: Brian Tyree Henry (“Eternos”) e Aaron Taylor-Johnson (“Kick-Ass”) interpretam os irmãos Limão e Tangerina, que vivem às turras; Hiroyuki Sanada (“Wolverine: Imortal”) e Andrew Koji são pai e filho em diferentes jornadas de vingança; e Joey King (“A barraca do beijo”) é uma assassina psicopata responsável por boa parte das mortes que acontecem no trem de alta velocidade.

A produção, aguardada há bastante tempo, ainda tem outras participações especiais que serão uma surpresa para o público, que deve ficar de olhos bem abertos para não perder um segundo sequer das incontáveis cenas de ação presentes em “Trem-bala”.

Os comentários nas postagens e os conteúdos dos colunistas não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é exclusiva dos autores das mensagens. A Tribuna reserva-se o direito de excluir comentários que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros. Mensagens de conteúdo homofóbico, racista, xenofóbico e que propaguem discursos de ódio e/ou informações falsas também não serão toleradas. A infração reiterada da política de comunicação da Tribuna levará à exclusão permanente do responsável pelos comentários.



Desenvolvido por Grupo Emedia