Tópicos em alta: eleições 2022 / coronavírus / vacina / polícia / obituário

Primeiro Plano abre inscrições para sua 21ª edição

Festival confirma, ainda, a volta ao formato presencial; inscrições vão até 21 de agosto, e exibições estão programadas para novembro


Por Júlio Black

04/07/2022 às 13h42- Atualizada 04/07/2022 às 14h26

Depois de dois anos realizando edições virtuais devido à pandemia de Covid-19, o Primeiro Plano – Festival de Cinema de Juiz de Fora e Mercocidades confirmou o retorno ao modo presencial e a abertura das inscrições para a sua 21ª edição, prevista inicialmente para novembro, em local a ser definido futuramente. As inscrições para cineastas de Juiz de Fora, da Zona da Mata e da América do Sul podem ser feitas até 31 de agosto no site primeiroplano.art.br.

Assim como nas edições anteriores, o Primeiro Plano terá na programação duas mostras, com produções finalizadas a partir de janeiro de 2021. A Mostra Competitiva Regional é voltada a estudantes – em que o cineasta estreante deverá ser residente em Juiz de Fora ou Zona da Mata – e oferece um prêmio de R$ 10 mil. No caso do vencedor ou vencedora da mostra, ele ou ela terá acesso a serviços de parceiros para realizar um curta-metragem de até 20 minutos, que será exibido na edição 2023 do festival.

No caso da Mostra Mercocidades, ela é aberta para diretores estreantes de toda a América do Sul. Nas duas mostras, os filmes não podem ter por objetivo divulgar empresas ou instituições, e também serão distribuídos prêmios em diversas categorias. O Primeiro Plano ainda vai exibir filmes inéditos no circuito nacional e sul-americano, além de promover dias de oficinas e debates sobre produção audiovisual com profissionais renomados do setor.

O conteúdo continua após o anúncio

Para realizar a inscrição, cada candidato deve preencher um formulário on-line, já disponível no site do festival. Os curtas não podem ultrapassar os 25 minutos de duração, e podem ser gravados em 35mm ou no formato digital. Caso o filme seja apresentado em mídia física (DVD), ele deve ser entregue ou postado até 20 de agosto para a Avenida Itamar Franco 728, apartamento 503, Centro. O CEP é 36010-020.

Retorno ao modelo presencial

Para realizar as duas últimas edições em 2020 e 2021, o grupo Luzes da Cidade – responsável pela organização do festival – precisou enfrentar as dificuldades físicas e orçamentárias decorrentes do momento excepcional forçado pela pandemia, sem deixar de exibir filmes – muitos produzidos em tempos pandêmicos – e a realizar oficinas. Agora, a direção do Primeiro Plano vive a expectativa de celebrar o reencontro com seu público.

“A nossa expectativa para o retorno ao presencial é enorme”, afirma Marília Lima, uma das responsáveis pela organização do Primeiro Plano. “A gente acha que as pessoas também estão querendo esse retorno; mas não só o retorno do cinema, mas de ter uma vida normal, poder circular pelos espaços. Nossa expectativa é muito grande em relação ao público, achamos que teremos uma presença gigante das pessoas daqui e de fora.”

Por ter essa expectativa quanto ao público, ela adianta que, a princípio, o festival deve ser realizado apenas no formato presencial. “Ainda não pensamos nesse formato híbrido, porque achamos importante trazer as pessoas de novo ao cinema, embora o formato híbrido traga um acesso amplo e diverso ao festival, pois sempre há pessoas que não podem ir pessoalmente.”

Os comentários nas postagens e os conteúdos dos colunistas não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é exclusiva dos autores das mensagens. A Tribuna reserva-se o direito de excluir comentários que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros. Mensagens de conteúdo homofóbico, racista, xenofóbico e que propaguem discursos de ódio e/ou informações falsas também não serão toleradas. A infração reiterada da política de comunicação da Tribuna levará à exclusão permanente do responsável pelos comentários.



Desenvolvido por Grupo Emedia