Tópicos em alta: eleições 2022 / coronavírus / vacina / polícia / obituário

Dois casos de estupro são denunciados em JF

Casos teriam acontecido nesta segunda-feira, nas regiões Sudeste e Norte da cidade; suspeitos foram encaminhados para a delegacia


Por Tribuna

28/06/2022 às 16h13

Dois casos de estupro foram registrados pela Polícia Militar (PM) nesta na segunda-feira (27) em Juiz de Fora. As vítimas são duas mulheres, de 25 e 52 anos.

No primeiro caso, registrado na Zona Sudeste, a vítima, mais nova, relatou que o esposo dela teria saído para uma festa. Como o marido demoraria a voltar e ela começou a passar mal, com picos de pressão baixa, a mulher teria solicitado a um amigo do casal, 39, que dormisse na casa dela para que não ficasse sozinha, já que tinha medo que seu estado de saúde piorasse durante a madrugada.

Todavia, conforme a PM, o homem, que teria o costume de frequentar a residência do casal, teria se aproveitado do fato de a moradora estar dormindo para praticar sexo oral nela. Ela teria acordado e percebido que estava sem as roupas íntima e tentou fugir, mas o homem teria usado de sua força para consumar a relação sexual sem consentimento.

O conteúdo continua após o anúncio

Depois do acionamento da PM, o suspeito foi detido e confirmou que houve relações sexuais, mas argumentou que foi com o consentimento da vítima. Ele foi conduzido para a delegacia de Polícia Civil. A vítima foi encaminhada ao Hospital de Pronto Socorro (HPS), sendo submetida aos protocolos de atendimento pertinentes ao fato em questão.

Zona Norte

O segundo caso foi registrado na Zona Norte. Segundo o Reds, a vítima relatou estaria em sua residência lavando roupa quando um homem, que já tinha realizado serviços de pedreiro na casa, e teria pulado o muro dos fundos. Ele teria agarrado a moradora pelos braços e forçado uma relação sexual sem o consentimento da mulher.

Depois do crime, o homem fugiu. Com o acionamento da PM, entretanto, ele foi localizado. O suspeito, de 44 anos, negou os fatos. Ele também foi conduzido em flagrante para a delegacia de Polícia Civil.

Tópicos: polícia

Os comentários nas postagens e os conteúdos dos colunistas não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é exclusiva dos autores das mensagens. A Tribuna reserva-se o direito de excluir comentários que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros. Mensagens de conteúdo homofóbico, racista, xenofóbico e que propaguem discursos de ódio e/ou informações falsas também não serão toleradas. A infração reiterada da política de comunicação da Tribuna levará à exclusão permanente do responsável pelos comentários.



Desenvolvido por Grupo Emedia