Tópicos em alta: polícia / chuva

Cesama amplia uso de Chapéu D’Uvas

Foi inaugurada, na manhã desta quinta-feira (25), o braço da adutora da Represa de Chapéu D’Uvas. A obra é a que permite transportar maior volume de água do manancial, que fica fora dos limites de Juiz de Fora, para a Estação de Tratamento de Água (ETA) Marechal Castelo Branco, em João Penido, na Remonta, Zona […]

Por Juliana Netto

25/05/2017 às 18h41- Atualizada 25/05/2017 às 18h43

Foi inaugurada, na manhã desta quinta-feira (25), o braço da adutora da Represa de Chapéu D’Uvas. A obra é a que permite transportar maior volume de água do manancial, que fica fora dos limites de Juiz de Fora, para a Estação de Tratamento de Água (ETA) Marechal Castelo Branco, em João Penido, na Remonta, Zona Norte. A solenidade contou com a presença de autoridades do município, como o prefeito Bruno Siqueira e o diretor-presidente da Cesama, André Borges.

O conteúdo continua após o anúncio

Conforme o chefe do Executivo, a nova tubulação, de 6,5 quilômetros, vai garantir mais segurança ao sistema de abastecimento, já que agora será possível usar até 780 litros de água por segundo oriundas desta represa. Até então, só era possível captar 280 litros de água por segundo. A fim de comparação, para não haver problemas de abastecimento, a cidade precisa tratar, em média, 1.500 litros por segundo.

Além de Chapéu D’Uvas e João Penido, a companhia capta recursos, no município, da Represa de São Pedro e do Ribeirão Espírito Santo, que é um manancial de passagem.

Receba nossa
Newsletter

As principais notícias do dia no seu e-mail



Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia