Tópicos em alta: delivery jf / coronavírus / vacina / chuva / polícia / obituário

Boletim contabiliza mais quatro óbitos por Covid-19 em JF

Além das mortes, 13 novos casos e 150 suspeitas foram notificados em 24 horas

Por Tribuna

23/01/2021 às 19h04- Atualizada 23/01/2021 às 19h10

O boletim epidemiológico da Covid-19, divulgado pela Prefeitura de Juiz de Fora (PJF) neste sábado (23), contabilizou quatro novos óbitos em decorrência da doença na cidade. Com a atualização, o município passa a ter 569 mortes por complicações de infecção pelo coronavírus.

Além dos novos óbitos, foram registrados também mais 13 casos confirmados em 24 horas, elevando o total de contaminados para 16.327 desde o início da pandemia. Outros 150 casos de síndrome gripal foram notificados. Com isso, Juiz de Fora atingiu 52.852 suspeitas de Covid-19 até este sábado.

Entre as vítimas fatais cujas mortes foram contabilizadas neste sábado estão um idoso de 60 anos, que morreu nesta sexta-feira (22). Ele tinha obesidade, considerada um fator de risco para o agravamento da Covid-19.

O conteúdo continua após o anúncio

As outras três pessoas morreram neste sábado. São elas: um idoso de 73 anos sem comorbidades relatadas; uma idosa de 76 anos com doença neurológica crônica; e um idoso de 79, também com histórico de doença neurológica crônica.

334 hospitalizados por Covid-19

Também neste sábado, até as 18h21, 334 estavam hospitalizadas em Juiz de Fora em decorrência da Covid-19. Entre elas, 140 ocupavam leitos de cuidados intensivos, e 194, leitos de enfermaria. Desta forma, a taxa de ocupação de UTI até o mesmo horário era de 80,55%. Considerando apenas os equipamentos credenciados ao SUS, a taxa era de 79,13%. O índice de ocupação nas UTIs de hospitais privados era de 82,93%.

Todos os dados do boletim epidemiológico são referentes a moradores de Juiz de Fora. O balanço é disponibilizado pela Prefeitura de Juiz de Fora (PJF) no site covid19.pjf.mg.gov.br, criado para divulgar informações sobre o coronavírus.

Tópicos: coronavírus



Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Desenvolvido por Grupo Emedia