Tópicos em alta: eleições 2022 / coronavírus / vacina / polícia / obituário

Polícia Civil indicia homem suspeito de cometer estupro de vulnerável

Vítima seria um menino de 12 anos, vizinho do agressor; policiais investigam nova denúncia


Por Marcos Araújo

20/01/2022 às 15h46

Um homem, de 49 anos, suspeito de ter praticado estupro de vulnerável contra um menino de 12 anos, foi indiciado pela Polícia Civil de Juiz de Fora. A informação foi divulgada, nesta quinta-feira (20), mas o caso já vinha sendo acompanhado, desde a última sexta-feira (14), quando o suspeito foi encaminhado para a delegacia, em Santa Terezinha, depois que o pai da vítima acionou a Polícia Militar. O crime foi registrado na Zona Norte da cidade.

Conforme a Polícia Civil, durante depoimento, o indiciado, que é vizinho da vítima, confirmou ter chamado o garoto para ir até a sua residência, para, supostamente, realizar o conserto de uma bicicleta, quando foi flagrado pelo pai do menino, em um cômodo dos fundos do imóvel, junto com a vítima. Na ocasião, o flagrante foi ratificado pela Polícia Civil, o suspeito foi conduzido ao sistema prisional, permanecendo à disposição da Justiça.

O conteúdo continua após o anúncio

Outra vítima

De acordo com informações do titular da 3ª Delegacia, Rodolfo Rolli, além do indiciamento do investigado, um inquérito policial também foi instaurado, nesta quinta, para apurar nova denúncia. Segundo o delegado, levantamentos apontam que o suspeito teria praticado o crime em desfavor de outro garoto, de 13 anos.

“Hoje, iremos proceder à oitiva da mãe e do menor”, informa, complementando que a Polícia Civil prossegue com os trabalhos investigativos, inclusive para identificar outras possíveis vítimas, já que a residência do suspeito seria frequentada por outras crianças. “Ele consertava bicicletas na casa dele e, possivelmente, se utilizava dessa prática para atrair outras vítimas e violentar esses menores”, explica.

O delegado reforça, ainda, a importância de denúncias, que podem ser feitas pelo Disque Denúncia 181 ou na 3ª Delegacia de Polícia Civil, em Santa Terezinha, na Rua Custódio Tristão 76.

Tópicos: polícia

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade pelo seu conteúdo é exclusiva dos autores das mensagens. A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros. Mensagens de conteúdo homofóbico, racista, xenofóbico e que propaguem discursos de ódio e/ou informações falsas também não serão toleradas. A infração reiterada da política de comunicação da Tribuna levará à exclusão permanente do responsável pelos comentários.



Desenvolvido por Grupo Emedia