Tópicos em alta: delivery jf / coronavírus / vacina / tribuna 40 anos / polícia / obituário

Novas leis de trânsito entram em vigor nesta segunda

Saiba quais são as principais alterações na nova legislação sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro


Por Renato Salles, repórter, e Gabriel Silva, estagiário sob supervisão de Luciane Faquini

11/04/2021 às 07h00- Atualizada 12/04/2021 às 21h06

A partir desta segunda-feira (12), entram em vigor as alterações sancionadas pelo presidente Jair Bolsonaro no Código Brasileiro de Trânsito (CBT). As mudanças foram votadas nos plenários da Câmara e do Senado no segundo semestre de 2020 e aprovadas pelo chefe do Poder Executivo, atingindo 57 artigos e incisos na forma da Lei 14.071/20. Há modificações na renovação da Carteira Nacional de Habilitação (CNH), nas penalidades por irregularidades e em outros pontos do CBT.

As mudanças foram sancionadas ainda em outubro do ano passado pelo Governo federal com prazo de 180 dias para vigorar. O regramento define novos prazos para renovação da CNH, que passam a ser de dez anos para motoristas com idade inferior a 50 anos; cinco anos para motoristas com idade igual ou superior a 50 anos e inferior a 70 e três anos para motoristas com idade igual ou superior a 70 anos.

Confira as mudanças

slide-transitoslide-transito1slide-transito2slide-transito3slide-transito4slide-transito5slide-transito6slide-transito7slide-transito8slide-transito9slide-transito10slide-transito11slide-transito12slide-transito13slide-transito14slide-transito15slide-transito16slide-transito17slide-transito18slide-transito19slide-transito20slide-transito21slide-transito22slide-transito23slide-transito24
<
>

A lei também dificulta a suspensão da carteira de motorista. Antes, o condutor teria a habilitação suspensa após atingir 20 pontos durante o período de 12 meses. Pelo Novo Código, o motorista terá a habilitação suspensa com 20 pontos, se tiver duas ou mais infrações gravíssimas na carteira; 30 pontos, caso tenha uma infração gravíssima na pontuação; e 40 pontos, caso não haja nenhuma infração gravíssima na pontuação.

O conteúdo continua após o anúncio

O texto mantém idade mínima de 10 anos para o transporte de crianças no banco dianteiro, mas adiciona o critério de altura. Crianças com mais de 1,45 metro de altura podem ser transportadas no banco da frente. Após os 10 anos, a altura deixa de ser relevante.

O Novo Código também endurece a punição para condutores condenados por homicídio culposo ou lesão corporal sob efeito de álcool ou drogas. Após a alteração, os motoristas não terão a opção de converter a prisão para penas alternativas.

Não haverá um período de adaptação para a nova lei, então é importante que os condutores estejam atentos às novidades.

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Desenvolvido por Grupo Emedia