Tópicos em alta: eleições 2022 / coronavírus / vacina / polícia / obituário

PM persegue moto em fuga e flagra adolescente armado

Ao ser questionado, jovem disse ao policiais que está “em guerra” no seu bairro; homem de 33 anos também foi detido


Por Sandra Zanella

10/05/2022 às 19h12

Um adolescente, de 16 anos, e um homem, 33, foram detidos por porte ilegal de arma de fogo após tentarem fugir de uma abordagem policial, na noite de segunda-feira (9). Os dois estavam em uma moto, que acelerou diante da presença de viatura na Avenida Brasil, região central de Juiz de Fora.

De acordo com informações da Polícia Militar, antes de ser dada ordem de parada, foi possível perceber que o carona havia mexido na cintura, como se estivesse armado. Durante a fuga, o motociclista teria feito uma manobra pela contramão na Avenida Brasil e quase bateu na viatura para conseguir escapar. O condutor seguiu em alta velocidade, passando pela Avenida Sete de Setembro e Rua Barão de Juiz de Fora, desrespeitando paradas obrigatórias nas ruas Almada Horta e Garibaldi Campinhos.

O conteúdo continua após o anúncio

A dupla acessou ainda outras vias, inclusive pela mão contrária, até sofrer acidente na Rua José Inácio Trindade, no Ladeira. Mesmo diante da queda, o homem teria tentado escapar a pé, mas foi alcançado e preso, inicialmente, por desobediência e direção perigosa. O adolescente também correu e, antes de ser capturado, teria arremessado ao solo um revólver calibre 32, que foi apreendido.

Conforme a PM, a arma estava carregada com cinco munições e em condições de disparo. Ao ser questionado, o garoto disse aos policiais que os dois haviam fugido porque estavam armados. Ele acrescentou ainda que está “em guerra” no seu bairro (Sagrado Coração, Zona Sul). Diante da situação, o adulto também recebeu voz de prisão por corrupção de menores. Os suspeitos foram levados para a 1ª Delegacia Regional de Polícia Civil, em Santa Terezinha.

Tópicos: polícia

Os comentários nas postagens e os conteúdos dos colunistas não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é exclusiva dos autores das mensagens. A Tribuna reserva-se o direito de excluir comentários que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros. Mensagens de conteúdo homofóbico, racista, xenofóbico e que propaguem discursos de ódio e/ou informações falsas também não serão toleradas. A infração reiterada da política de comunicação da Tribuna levará à exclusão permanente do responsável pelos comentários.



Desenvolvido por Grupo Emedia