Tópicos em alta: sergio moro / dengue / polícia / reforma da previdência / bolsonaro

Onça-pintada é suspeita de matar nove galinhas na Zona Norte

Polícia Militar foi acionada por idoso de 72 anos que diz ter visto o felino fugindo do galinheiro em direção a uma mata

Por Michele Meireles

09/05/2019 às 12h14- Atualizada 09/05/2019 às 12h16

Nove galinhas foram encontradas mortas (Foto: Divulgação/PM)

Nove galinhas podem ter sido mortas pela onça-pintada que está na Mata do Krambeck e vem causando alvoroço com suas andanças por Juiz de Fora nos últimos dias. Pelo menos é o que disse à Polícia Militar o dono do galinheiro, localizado no Bairro Parque das Torres, Zona Norte.

Segundo o boletim de ocorrência registrado pelo proprietário do espaço, um idoso de 72 anos, os militares foram acionados por volta das 5h20 da última quarta-feira (8), quando faziam patrulhamentos entre o Terminal Rodoviário Miguel Mansur e o Distrito Industrial. Eles integravam uma equipe que estava de prontidão caso houvesse algum chamado relativo à onça-pintada.

O conteúdo continua após o anúncio

No local, o idoso disse aos policiais que suas galinhas estavam muito agitadas durante a madrugada. E, por esta razão, resolveu pegar uma foice e ir ao galinheiro verificar o que estava acontecendo, por volta das 4h30. Conforme a ocorrência policial, quando o morador chegou ao quintal, avistou a onça saindo do galinheiro e indo em direção a um matagal que fica nos fundos de sua propriedade. Nove galinhas estavam mortas.

Ele disse que teve a oportunidade de ferir o animal, mas não fez isso por se tratar de uma espécie rara e protegidas por lei. Porém, pediu providências aos órgãos competentes, pois teme que o animal volte ao local por ter achado presas fáceis.

A PM afirmou no documento ter tentado contato com o Jardim Botânico. Já a UFJF confirmou ter recebido a informação da polícia, mas ainda não divulgou outros detalhes.

Receba nossa
Newsletter

As principais notícias do dia no seu e-mail



Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia