Tópicos em alta: sarampo / CPI dos ônibus / polícia / bolsonaro / reforma da previdência

Idosa morre após ser atropelada na Avenida Rio Branco

Acidente no Centro resultou no terceiro óbito no trânsito de Juiz de Fora em cinco dias e no sétimo este ano

Por Tribuna

07/03/2018 às 08h08- Atualizada 07/03/2018 às 15h36

atropelamento-3_leo
<
>
Atropelamento aconteceu na manhã desta quarta, na região Central (Foto: Leonardo Costa)

Uma idosa de 74 anos morreu após ser atropelada, no início da manhã desta quarta-feira (7), no cruzamento da Avenida Rio Branco com a Rua Floriano Peixoto, no Centro de Juiz de Fora. Segundo informações da Polícia Militar (PM), pouco antes das 6h30, Izabel Maria da Costa atravessava no local, quando foi atingida por uma motocicleta Honda NXR 150 Bros, conduzida por um jovem, 21, que trafegava no sentido Manoel Honório/Bom Pastor. Esse foi o terceiro acidente fatal registrado na cidade em cinco dias e a sétima morte no trânsito este ano, conforme levantamento da Tribuna. Ainda segundo a estatística, o número de óbitos já é maior do que o contabilizado até o mesmo período de 2017, quando pelo menos quatro pessoas morreram, todas em decorrência de atropelamentos.

No caso desta quarta, o motociclista relatou à PM que trafegava pela Rio Branco no sentido crescente da via e, ao se aproximar da interseção com a Floriano, teria encontrado o semáforo aberto para a circulação de veículos, sendo surpreendido por duas mulheres que atravessavam em uma das faixas de pedestres. Ele afirmou ter conseguido desviar de uma delas, mas não conseguiu evitar o choque com a segunda. O Samu foi acionado e constatou o óbito de Izabel ainda no local. Conforme a PM, a vítima era moradora do Bairro de Lourdes, na Zona Sudeste. A área do acidente foi isolada e, após os trabalhos da perícia, o corpo foi encaminhado para necropsia no Instituto Médico Legal (IML).

O condutor da moto reclamou de dores no peito e foi socorrido em uma viatura policial até o HPS, onde foi medicado e liberado. Em seguida, ele foi conduzido para a 1ª Delegacia Regional, em Santa Terezinha, para a finalização da ocorrência. O motociclista ainda foi submetido ao teste do etilômetro, que deu negativo para ingestão de álcool. O trecho da Rio Branco onde aconteceu o acidente foi isolado e sinalizado. O trânsito funcionou em meia pista por quase três horas. De acordo com a Secretaria de Transporte e Trânsito (Settra), o tráfego foi liberado por volta das 9h, normalizando o fluxo de veículos.

Acidentes fatais

O conteúdo continua após o anúncio

O mês de março mal começou e já contabiliza três mortes no trânsito em Juiz de Fora. Além do atropelamento da idosa na manhã desta quarta, houve outros dois acidentes fatais no último fim de semana. No domingo (4), Luís Eduardo Corrêa Barreto, 40 anos, conduzia uma Honda XRE 300 cilindradas pela Rua Paracatu, no Bairro Quintas da Avenida, em direção ao Parque Guarani, na Zona Nordeste, quando bateu de frente contra um Ford Fiesta, que estaria na contramão. Luís trabalhava como enfermeiro na Santa Casa e teria acabado de sair do plantão. O motociclista foi socorrido pela Samu ao mesmo hospital, mas não resistiu e morreu horas depois. Conforme a PM, o motorista do Fiesta, 43, teria fugido do local sem prestar socorro à vítima, mas foi capturado mais à frente. Ele foi submetido ao teste do bafômetro, que confirmou ingestão de álcool, e foi preso, sendo conduzido ao Ceresp.

No sábado (3), outra ocorrência que terminou em óbito também teve suspeita de embriaguez ao volante e resultou na prisão por homicídio culposo na direção de veículo automotor de um motorista, 29. Ele dirigia um Gol, que chocou-se contra um muro na Rua Coronel Vidal, no Bairro São Dimas, na altura do Terminal Rodoviário Miguel Mansur. A batida violenta deixou a jovem Vanessa Lúcia da Costa, 23, morta e três rapazes feridos, com idades entre 24 e 25 anos.

No dia 12 de fevereiro, uma mulher, 50, morreu em um trágico acidente envolvendo uma Kombi, em plena noite da segunda-feira de carnaval. O veículo subiu na calçada e chocou-se contra um poste de iluminação pública na Avenida Francisco Valadares, na Vila Ideal, Zona Sudeste. No dia 15 de janeiro, um motociclista, 31, foi decapitado após bater em um poste tombado na Avenida Brasil, esquina com a Rua Benjamin Constant. Na garupa da moto estava um adolescente,14, que também morreu na hora. Um dia antes, um homem, 41, faleceu após ser atropelado por uma composição férrea, no trecho da ferrovia entre os bairros Benfica e Araújo, na Zona Norte.

 

Receba nossa
Newsletter

As principais notícias do dia no seu e-mail



Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia