Tópicos em alta: polícia / chuva

Anatel prorroga prazo de desligamento da TV analógica em JF

Sinal seria desligado nesta quarta-feira, mas prazo foi estendido até o próximo dia 17

Por Tribuna

05/12/2018 às 09h09

A Anatel prorrogou para o próximo dia 17 o desligamento total do sinal analógico em Juiz de Fora. A mesma situação acontece em Matias Barbosa, município vizinho. O serviço estava previsto para deixar de funcionar na cidade nesta quarta-feira (5). Conforme o site do Seja Digital (EAD – Entidade Administradora da Digitalização de Canais TV e RTV), o processo de desligamento já começou em ambos os municípios. Conforme matéria da Agência Brasil, os prazos foram estendidos onde ainda não foi atingido o percentual mínimo de conversão de 90% dos domicílios com sinal digital.

O sinal analógico de TV começa a ser desligado hoje em outros cerca de 80 municípios das regiões Nordeste, Norte, Centro-Oeste, Sul e Sudeste. Segundo a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), que coordena o Grupo de Implantação do Processo de Redistribuição e Digitalização de Canais de TV e RTV (Gired), “a análise da curva de tendência dos municípios que ainda não atingiram a condição para o desligamento permite concluir que o percentual necessário poderá ser alcançado em poucos dias”. Entre as cidades mineiras que terão o sinal analógico de TV desligado estão também Uberaba, Uberlândia e Governador Valadares.

O conteúdo continua após o anúncio

A Anatel informou que os beneficiários de programas sociais do Governo federal, como Bolsa Família, Minha Casa Minha Vida e Tarifa Social de Energia Elétrica, têm direito ao recebimento de um kit gratuito, com antena e conversor. Os beneficiários devem agendar a retirada do kit na internet ou ligar no 147. Serão distribuídos 280 mil kits. Em Juiz de Fora e Matias são 55 mil.

 

Receba nossa
Newsletter

As principais notícias do dia no seu e-mail



Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia