Tópicos em alta: eleições 2022 / coronavírus / vacina / polícia / obituário

Conselho Tutelar e PM resgatam três crianças em casa na Zona Sul

Menino, de 1 ano, e gêmeos, de 3, estavam sozinhos em casa com sinais de maus-tratos; mãe adolescente foi apreendida por abandono de incapaz


Por Sandra Zanella

05/08/2022 às 15h44

Uma adolescente, de 17 anos, foi apreendida por abandono de incapaz, no fim da tarde de quinta-feira (4), no Bairro São Geraldo, Zona Sul de Juiz de Fora. A Polícia Militar chegou até a residência após o Conselho Tutelar receber denúncia de que havia crianças menores de 5 anos trancadas no imóvel, uma delas chorando muito. Os militares chegaram ao local e encontraram três meninos, sendo um deles de 1 ano e dois gêmeos, de 3. A mãe compareceu cerca de 20 a 30 minutos depois e disse que havia se ausentado para comprar pão e leite em uma padaria.

De acordo com informações do boletim de ocorrência, a porta principal da casa estava protegida apenas com uma madeira, e havia grande quantidade de sujeira e mau cheiro no interior do imóvel. As crianças estavam com aparentes sinais de descuido e abandono, usando roupas “em péssimas condições” e fraldas não trocadas. Além disso, não havia alimentos na geladeira e nos armários. As vítimas foram imediatamente retiradas do local, ficando sob os cuidados do Conselho Tutelar.

O conteúdo continua após o anúncio

Ainda conforme a PM, a adolescente e mãe dos meninos apresentava hematomas pelo corpo, enquanto o filho de 1 ano tinha inchaço no rosto. Ambos foram encaminhados para atendimento médico no HPS. Na unidade de saúde foi constatado que o menino sofreria maus-tratos e que o hematoma possivelmente seria proveniente de queda. Mãe e filho foram medicados e liberados.

A perícia da Polícia Civil foi acionada para realizar os levantamentos no local. A adolescente foi encaminhada ao plantão da 1ª Delegacia Regional, em Santa Terezinha.

Os comentários nas postagens e os conteúdos dos colunistas não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é exclusiva dos autores das mensagens. A Tribuna reserva-se o direito de excluir comentários que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros. Mensagens de conteúdo homofóbico, racista, xenofóbico e que propaguem discursos de ódio e/ou informações falsas também não serão toleradas. A infração reiterada da política de comunicação da Tribuna levará à exclusão permanente do responsável pelos comentários.



Desenvolvido por Grupo Emedia