Tópicos em alta: coronavírus / vacina / tribuna 40 anos / polícia / obituário

Prefeitura de Juiz de Fora não registra óbitos por Covid-19 nesta quarta-feira

Cidade se aproxima dos 42 mil casos confirmados, com 108 novos diagnósticos; no total, 174 pessoas estavam internadas até as 18h48


Por Renan Ribeiro

04/08/2021 às 20h06- Atualizada 04/08/2021 às 20h09

A edição do boletim epidemiológico da Prefeitura de Juiz de Fora (PJF) desta quarta-feira (4) não confirmou novos óbitos causados pela Covid-19 nas últimas 24 horas. No mesmo período, no entanto, foram notificados 108 novos diagnósticos da doença, que somam 41.913 totais e 178 novos casos suspeitos de coronavírus, que são 97.801 desde março de 2020.

Hospitalizações

Na noite desta quarta, havia 174 pacientes internados com diagnóstico de Covid-19, conforme atualização feita pela Prefeitura às 18h48. Deste total, 76 ocupavam leitos de Unidades de Tratamento Intensivo (UTIs) Covid e 98 estavam em vagas de enfermarias Covid. A taxa de ocupação de UTIs do SUS Covid era de 39,19%, enquanto nas enfermarias SUS Covid, a lotação era de 36,55%.

O conteúdo continua após o anúncio

A ocupação geral das UTIs era de 68,35%. Considerando só os equipamento do SUS, a ocupação das UTIs gerais era de 61,80%. Já nos hospitais particulares, a lotação de UTIs gerais era de 84,40%.

Vacinação

A Secretaria de Saúde vacinou 2.344 pessoas ao longo desta quarta-feira (4). Foram 17 mulheres grávidas ou puérperas, que não tinham recebido o imunizante anteriormente e receberam a primeira dose, além de 2.327 pessoas, que foram em busca da segunda dose.

Todos os dados do boletim epidemiológico são referentes a moradores de Juiz de Fora. O balanço é disponibilizado pela Prefeitura de Juiz de Fora (PJF) no site covid19.pjf.mg.gov.br, criado para divulgar informações sobre o coronavírus.

Tópicos: coronavírus / vacina

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade pelo seu conteúdo é exclusiva dos autores das mensagens. A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros. Mensagens de conteúdo homofóbico, racista, xenofóbico e que propaguem discursos de ódio e/ou informações falsas também não serão toleradas. A infração reiterada da política de comunicação da Tribuna levará à exclusão permanente do responsável pelos comentários.



Desenvolvido por Grupo Emedia