Tópicos em alta: delivery jf / coronavírus / vacina / tribuna 40 anos / polícia / obituário

Torta da Conquista para as conquistas diárias

Chef Christiano Silveira ensina receita de mousse de frango preparada pelos bisavós e elaborada pela família


Por Cecília Itaborahy, estagiária sob supervisão de Wendell Guiducci

09/04/2021 às 07h00

torta da conquista

A mousse de frango salgado é carinhosamente chamado de Torta da Conquista pela família do chef Christiano Silveira. De acordo com ele, esse nome surgiu porque, por tradição, só é preparado “para conquistar pessoas que estão entrando para a família ou para conquistar, de fato, alguém pelo estômago: motivo de brincadeira e piadas no nosso convívio”. A receita surgiu há tempos com seus bisavós e, até hoje, é elaborada pela família em ocasiões especiais.

Um empurrãozinho aqui, outro ali, e lá foi Christiano lavar prato em um restaurante de um amigo depois de passar por momentos delicados. O encantamento e a força logo surgiram quando esteve frente a frente com a organização dentro de uma cozinha e foram intensificados por outro encanto: a satisfação de montar os pratos. Além disso, o que mais o atrai, na verdade, é o silêncio daquele ínfimo espaço de tempo entre a entrega do prato ao cliente e a curiosidade da primeira garfada.

“Acho que todo o processo até este momento é o grande desafio, e é o que me leva a seguir em frente.” Depois desse primeiro contato, o outro incentivo foi para entrar em uma faculdade de gastronomia e logo depois se especializar. Hoje, ele faz pós-graduação em cozinha mineira. O que começou em Juiz de Fora agora segue novo rumo em Chapecó, Santa Catarina, onde atua como chef e dá consultoria gastronômica. “Vir para o Sul começou com um sonho do próprio negócio, hoje é uma satisfação aprender e ensinar”, conclui.

Sul-Minas

A mudança de região propiciou ainda mais um intercâmbio entre as tradições – mistura que, inclusive, é o que consolida a culinária brasileira, com a diversidade de produtos e a influência de tantos povos que se estabeleceram por aqui. “Acho que a grande diferença do Brasil para outros países é essa: nossa diversidade de alimentos e preparos. Apesar do arroz e feijão, nossa paixão nacional, em cada canto as coisas são feitas de formas diferentes”, diz. Sobre a fusão entre os estados, acrescenta: “Acho que minha maior bagagem de Minas Gerais são as formas de preparo. Como a cultura é mista, porém muito marcante, junto as preparações da Minas raiz com o Sul raiz, levando em conta toda a mistura de cultura que aqui existe”.

O conteúdo continua após o anúncio

A receita que ele escolheu para ensinar aos leitores da Tribuna surpreende pelo sabor, pela combinação e facilidade em ser preparada. A própria textura dá água na boca. Apesar de priorizar uma culinária mais rústica e preparos longos, a Torta da Conquista ganha por carregar afetividade e histórias interessantes que só pratos como esse podem proporcionar. É, realmente, de conquistar pelo estômago e até pelo olhar.

Torta da Conquista

Por Christiano Silveira

Ingredientes:
50g de alho
1 cebola
100g de farinha de trigo
1kg de frango cozido na pressão
1l de leite
4 folhas de louro
100g de manteiga de manteiga
300g de mussarela em cubos pequenos
300g de presunto em cubos pequenos
300g de queijo parmesão ralado
Sal
Salsa picada

Modo de preparo:

Em uma panela de pressão, cozinhe o frango com água e sal. Deixe ferver por 20 minutos, abra a panela, desfie o frango e reserve. Dispense a água. Corte a mussarela e o presunto em cubos pequenos e reserve. Em outra panela, dissolva a manteiga, adicione a farinha de trigo até criar uma massa uniforme, adicione o leite, o louro e uma cebola cortada ao meio. Deixe engrossar e reserve. Retire e dispense a cebola e o louro. Em uma travessa ou tabuleiro, coloque o frango desfiado, cubra com presunto e mussarela, por último o molho à base de leite engrossado. Coloque queijo parmesão e salsa. Leve ao forno para gratinar por 20 minutos. Sirva com arroz branco e batata palha.
Dica do chef: ao colocar o leite, adicione a cebola com louro espetado com palito de dente, assim terá mais facilidade para retirar.

Leia também: Paella mineira com muito alho, cebola e ervas

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Desenvolvido por Grupo Emedia