Tópicos em alta: polícia / CPI dos ônibus / bolsonaro

“Ovo com tomate mesmo”

Marciano Saraiva ensina a fazer prato simples e rápido que, na Itália, se chama ‘ovos ao purgatório’, e no México, ‘huevos rancheros’

Por Júlia Pessôa

02/02/2019 às 07h02- Atualizada 02/02/2019 às 12h22

Marciano Saraiva é advogado, mas se realiza mesmo é na sua Siriema Gastronomia (Foto: Fernando Priamo)

Ovos ao purgatório na Itália, shakshuka em diversos países orientais, huevos rancheros no México, ovos marroquinos… Diferentes regiões do planeta dão diferentes nomes a uma combinação simples, porém surpreendente na intensidade de sabores. “Lá em casa a gente sempre chamou de ovo com molho de tomate mesmo”, diz o cozinheiro Marciano Ferreira Saraiva, relembrando a iguaria que marcou sua infância em Carangola, preparada com frequência por seu pai, Isaías. “Minha mãe fazia também, mas me lembra mais meu pai, que adorava fazer. Era algo que a gente comia com frequência porque é fácil, e sempre tinha os ingredientes: tomate e ervas da horta, ovos direto do galinheiro…”, recorda-se ele, que desde pequeno se aventurava entre as panelas. “Acho que desde uns 8 anos já fazia bolo, tenho uma cicatriz no pé de uma queimadura de calda de pudim dessa época, eu era bem criança”, diz, rindo.

Segundo Marciano, o toque especial da receita de sua família, que se aproxima mais da versão italiana, é acrescentar as sardinhas. “Elas combinam muito e, para mim, o prato preparado assim tem sabor de infância”, conta ele, formado em direito, mas à frente do seu Siriema Gastronomia desde o ano passado. “Eu nunca fui feliz advogando e decidi que queria viver feliz em vez de vislumbrar essa possibilidade um dia. E a cozinha sempre foi, para mim, um lugar de felicidade.” Para o cozinheiro, o segredo do prato é preparar um bom molho de tomate. “E isso nem leva tanto tempo, ele não precisa ferver tanto para ‘pegar sabor’. Dá pra fazer essa receita em 20 minutos.”

Outro detalhe essencial para Marciano é o uso de ingredientes frescos. “Esse prato é muito simples. É a qualidade e o frescor dos ingredientes que dá todo o sabor dele”. De fato, antes de provar a mistura extremamente harmônica entre dois ingredientes tão cotidianos, o aroma das especiarias já anuncia a complexidade do paladar, atestada logo à primeira garfada. Simplicidade na expressão de seu melhor.

Ovos ao purgatório

Ingredientes

O conteúdo continua após o anúncio

6 tomates maduros e sem pele
1 cebola média
1/2 cenoura ralada ou triturada
1 talo de salsão triturado
1/2 xícara de vinho branco
Água ou caldo de legumes ou
de carne (quanto baste)

Cheiro verde e manjericão a gosto
Sal e pimenta-do-reino a gosto
2 filés de sardinha, frescos ou
enlatados (opcional)
2 ovos caipiras
Queijo ralado a gosto

Foto: Fernando Priamo

Modo de preparo

Refogue a cebola, o salsão e a cenoura no azeite. Acrescente o tomate e espere até que a panela aqueça. Quando ferver, refresque com o vinho branco. Acrescente o caldo ou a água e deixe ferver sem deixar secar, acrescentando mais água/caldo se necessário.

Acrescente a sardinha e depois disso não mexa mais, para que elas não se quebrem. Quebre cada ovo numa tigela à parte, para garantir que não estejam passados. Acrescente-os sobre o molho na panela com cuidado. Tampe e deixe cozinhar por 5 minutos, ou até que o ovo fique no ponto que você mais gosta. Finalize com o cheiro verde e manjericão, cortados bem pequenos. Rale o queijo por cima e sirva com arroz branco ou fatias de pão.

Receba nossa
Newsletter

As principais notícias do dia no seu e-mail



Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia