Tópicos em alta: polícia / CPI dos ônibus / bolsonaro

Conheça a Arquidiocese de Juiz de Fora

PUBLIEDITORIAL

91 paróquias espalhadas entre 37 cidades da região da Zona da Mata e Sul mineiros

Por Tribuna

13/04/2019 às 16h10

A Arquidiocese de Juiz de Fora compreende 91 paróquias espalhadas entre 37 cidades da região da Zona da Mata e Sul mineiros. Trata-se de uma extensa área de 21 mil km². Na cidade, especificamente, estão 42 paróquias e duas quase-paróquias. Além disso, Juiz de Fora é sede da Província Eclesiástica, que reúne também as dioceses de Leopoldina e São João del-Rei. O Arcebispo Metropolitano é Dom Gil Antônio Moreira, o primeiro responsável por toda a região. Ele completou, no último dia 28 de março, dez anos de sua posse na Arquidiocese.

Uma Igreja sempre em missão

Entre os anos de 2009 e 2011, foi realizado o primeiro Sínodo Arquidiocesano. A palavra “Sínodo” significa caminhar juntos. Este é um momento em que se avalia tudo o que tem sido realizado na Arquidiocese, o que precisa ser corrigido e o que ainda deve ser feito. Desde então, a Igreja Particular de Juiz de Fora adotou o lema “Uma Igreja sempre em missão”, isto é, no passado, no presente e no futuro. Seu trabalho missionário dá assistência humanitária e espiritual a outras regiões do país e do exterior.

Diocese de Óbidos (PA) e Haiti

Atualmente, há três campos de missão: o primeiro a ser criado foi na Diocese de Óbidos, no Pará. Com o projeto Igrejas-Irmãs, padres missionários do clero juiz-forano se revezam a cada três anos na Paróquia São Martinho de Lima. Em 2017, surge uma nova missão: o arcebispo, padres e leigos da Arquidiocese começam a fazer visitas ao Haiti, o país mais pobre das Américas, a fim de conhecer a realidade local e procurar saber como seria possível ajudar um povo que não tem sequer as mínimas condições para viver com dignidade. Nasce, então, a Missão Continental JF / Haiti. Através desta iniciativa, é possível colaborar com roupas, alimentos, remédios, assistência médica, além de doações em dinheiro, sobretudo para auxiliar na educação das crianças haitianas. Até o momento, tudo tem sido feito em parceria com os freis da Associação São Francisco de Assis na Providência de Deus, presente no Haiti há vários anos. A partir do próximo ano, a Arquidiocese de Juiz de Fora empreenderá uma cooperação pastoral com a Arquidiocese de Porto Príncipe, capital do Haiti, através de um convênio, enviando para lá um sacerdote pelo período de três anos.

Brumadinho

Mais recentemente, depois da tragédia que assolou a cidade de Brumadinho, na região metropolitana de Belo Horizonte, mais uma vez a Arquidiocese não mediu esforços e criou um novo projeto missionário, a Missão Solidariedade Brumadinho, prestando assistência às famílias que perderam seus entes queridos e ainda tiveram suas casas destruídas pela lama. A Arquidiocese de Juiz de Fora tem uma programação para todo o ano de 2019. A cada mês, serão enviados padres e leigos para passar alguns dias no município, seja nas comunidades da cidade, seja nas da zona rural, sempre em parceria com as paróquias locais.

II Sínodo

Em outubro deste ano, Mês Extraordinário Missionário convocado por Papa Francisco, terá início o II Sínodo Arquidiocesano. O seu objetivo será o de compreender as realidades pastorais da zona rural e urbana, refletir e desenvolver uma ação pastoral eficaz. Diante de tanto trabalho sendo realizado, também muitas avaliações deverão ser feitas.

 

DOM GIL ANTÔNIO MOREIRA

Foto: Assessoria de Comunicação da Arquidiocese JF1

Mineiro, natural de Itapecerica, o arcebispo metropolitano de Juiz de Fora tem deixado marcas desde que foi empossado. Entre suas realizações, estão a construção do Edifício Christus Lumen Gentium, inaugurado em 2013, e a idealização do Projeto “Acorde” de Formação Musical, ação social lançada no último dia 28 de março. É o Assistente Espiritual Nacional do Terço dos Homens, nomeado pela CNBB, entre outras funções na Arquidiocese e na Igreja do Brasil. Seu lema episcopal é “Scis Amo Te” (Senhor, sabes que te amo)

 CATEDRAL METROPOLITANA, CENTRO RELIGIOSO DA ARQUIDIOCESE

Foto: Janslúcia Vieira/ Assessoria de Comunicação da Catedral Metropolitana

A Catedral Metropolitana de Juiz de Fora tem como padroeiro Santo Antônio, celebrado em 13 de junho. A igreja vem sendo restaurada nos últimos anos, tendo destaque a reforma da cúpula, a pintura e a iluminação externas. Em 2016, foi iniciada a obra para a revitalização da pintura artística interna, cuja conclusão está prevista para novembro deste ano

A PRIMEIRA BASÍLICA

Foto: Assessoria de Comunicação da Arquidiocese JF3

No dia 14 de setembro de 2018, Festa da Exaltação da Santa Cruz, a Arquidiocese de Juiz de Fora ganhou sua primeira Basílica Menor, localizada em Liberdade (MG) e dedicada ao Bom Jesus do Livramento. A honraria foi concedida pela Santa Sé, através da Congregação para o Culto Divino e Disciplina dos Sacramentos

Receba nossa
Newsletter

As principais notícias do dia no seu e-mail





Desenvolvido por Grupo Emedia