Tópicos em alta: delivery jf / coronavírus / chuva / blogs e colunas / obituário / polícia

Mulher, seu intercâmbio é quando você quiser!

PUBLIEDITORIAL

Por Sistema 3

09/03/2020 às 07h00

É muito comum fazer um intercâmbio de estudo ou trabalho durante a juventude, porém, enquanto que muitos embarcam na viagem, outros acabam adiando por inúmeros motivos. A vida, no entanto, é cheia de surpresas e uma nova oportunidade pode surgir na idade adulta. E aí, como fazer? Enquanto que muitos homens não pensam duas vezes em aproveitá-la, as mulheres, também casadas e com filhos, sentem-se tentadas, mas caem num dilema bastante comum e sofrido: “quero ir, mas não posso deixar meu marido e meu filho sozinhos”. Em 2007, a professora de inglês do Sistema 3 Alessandra Daibert  viveu este conflito ao ser convidada para levar um grupo de estudantes à Inglaterra, durante um intercâmbio com duração de 30 dias.

Professora de inglês do Sistema 3, Alessandra Daibert levou um grupo de estudantes à Inglaterra (Foto: Divulgação)

“Era a primeira vez que eu iria para exterior. Casada e com um filho de 6 anos na época, me vi neste dilema. Então, planejei tudo para amenizar a saudade, já que, na época, não podíamos fazer chamada de vídeo pela internet com a facilidade que temos hoje”, relembra. Antes de embarcar nessa viagem, Alessandra buscou na terapia uma forma de se fazer presente na vida do filho. Assim, a profissional sugeriu a ideia de criar uma caixinha de bilhetes, com mensagens carinhosas diárias e, junto delas, uma pequena surpresinha, como brinquedos e guloseimas. “Eu já fazia terapia para me ajudar a conciliar a maternidade com a vida profissional e projetos pessoais. Logo, foi um suporte importante e me ajudou muito. Me confortava saber que meu filho estava ciente de que, mesmo longe, eu pensava nele e que em breve nos veríamos de novo.”

Ao longo desse mês, Alessandra viveu todas as experiências possíveis que um intercâmbio pode proporcionar e, ao retornar, percebeu o quanto foi gratificante ter tomado essa decisão. “Nós mulheres ainda lutamos para ter o direito e a chance de viver tudo isso sem fardos e culpas. Acredito que se a mesma oportunidade de ir para o exterior tivesse ocorrido para um homem casado e com filhos, isso não seria tratado como um problema, menos ainda como um conflito. Então, por isso mesmo, não hesitei, não compactuei com a cultura machista que nos coloca tantos fardos desnecessários”, recomenda.

E mostrar que não há limite de idade para realizar sonhos como o da Alessandra é o grande propósito do Sistema 3, curso intensivo de idiomas – inglês, espanhol e francês -, com nove horas de aula por semana e duração de seis meses. Não à toa, a empresa adota como lema “aprender rápido para viver mais”. O diretor do Sistema 3, Vico Lopes, explica que a maioria dos seus alunos são pessoas que já perderam alguma oportunidade por não falar inglês. “Como o curso é intensivo, a pessoa consegue minimizar as chances de perder outras oportunidades e maximizar as chances de aproveitar tantas outras, seja um intercâmbio, uma viagem ao exterior e até um novo emprego. Fazer um intercâmbio, independente da idade, é uma experiência muito rica e valiosa tanto para o professor quanto para o aluno, pois é um meio de vivenciar a língua e a comunicação morando em outro país, se adaptando a uma nova realidade e, muitas vezes, resolvendo problemas do cotidiano. Aqui nós encorajamos todos a saírem de sua zona de conforto, de modo que possam conquistar todos os seus objetivos, sobretudo as mulheres.”

www.sistema3.com.br
Endereço: Rua Barbosa Lima, 278, Centro
Horário de funcionamento: segunda a sexta, das 9h às 22h e sábado das 9h às 16h
Telefone: (32) 3212-6496

Whatsapp: (32) 98824-1025
Facebook: /sistema3
Instagram: @sistema3





Desenvolvido por Grupo Emedia