Ideias para criar em casa para um espaço de convivência

Veja ideias para um espaço aconchegante, criativo e econômico, para receber visitas ou descansar com a família

Por Gracielle Nocelli

10/12/2017 às 07h00

Cantinho para relaxar pode ser criativo e econômico, para receber visitas ou descansar com a família (Foto: Marcelo Ribeiro)

Materiais acessíveis, criatividade e mãos à obra! Seguindo estes pilares é possível criar um espaço de convivência aconchegante com um custo acessível em casa. A dica é da professora de Design de Interiores do Centro de Ensino Superior de Juiz de Fora (CES/JF), Gabriela Inham, que orientou 15 alunos do curso a projetarem uma área para interação e troca de experiências entre estudantes e funcionários da instituição. Seguindo a tendência do “faça você mesmo”, o grupo assinou o projeto e participou da execução, com a criação e montagem de mobiliário e elementos decorativos. As ideias podem servir de inspiração para quem quer transformar um cantinho da casa em um ambiente acolhedor para recepcionar as visitas ou relaxar com a família.

Poltronas confortáveis são indispensáveis ao espaço de convivência, já um deque de madeira valoriza o ambiente. “Na concepção do nosso projeto, a proposta era utilizar a madeira cumaru. Como é mais cara, foi substituída pela pinus autoclavada, um tipo mais barato, mas que não afeta o resultado final”, explica Gabriela. “As poltronas de pallets são modernas, aconchegantes e podem ser uma alternativa aos sofás, que costumam ser bem mais caros”, avalia a estudante e integrante do projeto, Milena Mourão. No projeto dos alunos, o deque de madeira tem uma continuidade que segue até a parede e serve como um painel para a exposição de trabalhos acadêmicos. Em casa, o painel pode ser decorativo para a colocação de quadros e fotografias.

Para dar a sensação de acolhimento ao espaço, a equipe indica o uso de vegetação. “Nós fizemos uma espécie de jardineira de madeira que pode ser usada em casa. Optamos pela plantação de espada-de-são-jorge, pois é mais fácil para cuidar. Também temos pequenos vasinhos de flores espalhados entre as mobílias.” Outro aspecto importante é a iluminação. “Como o pé direito do nosso espaço é muito alto, os alunos prenderam tecidos nas cores da instituição, com o mesmo objetivo de trazer aconchego, e conseguiram iluminar o local com spots, que também contribuem para essa sensação”, explica a orientadora.

O conteúdo continua após o anúncio

Em áreas abertas, o emaranhado de tecidos pode ser uma opção para conferir a sensação de um espaço mais íntimo, que também protege o ambiente do frio e da chuva. A escolha para o projeto foi por tecidos de helanca. “Em áreas abertas também é importante observar o estofado que será utilizado na mobília, pois pode molhar nos dias de chuva. A nossa escolha foi por acquablock”, alerta Milena.

Espaço Trama

(Foto: Marcelo Ribeiro)

O projeto de criar uma área de convivência para o CES/JF integra o encerramento das atividades do último período do curso de Design de Interiores. Diferente de outros anos, em que os estudantes criaram projetos temporários, o espaço será permanente e é aberto à visitação. O convite para os alunos pensarem a ocupação do espaço de 68 metros quadrados foi feito pela reitora da instituição. “Todo projeto parte de um conceito, e como a proposta era criar um ambiente que incentivasse o convívio e a troca de informações entre um grupo tão heterogêneo, surgiu o Espaço Trama. A ideia foi unir todos que frequentassem o local em uma trama”, explica a professora orientadora, Gabriela Inham. Para a estudante e integrante do projeto, Milena Durão, o desafio foi enriquecedor. “Foi uma responsabilidade grande e também uma oportunidade de ver na prática como é a nossa profissão.”

Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia