Tópicos em alta: polícia / campeonato mineiro / bolsonaro

Fundação Getúlio Vargas inicia cursos de curta duração

PUBLIEDITORIAL

Núcleo FGV/Vianna Júnior, em Juiz de Fora,oferece mais de 50 opções, inclusive, para quem não tem curso superior ou ainda está cursando. O resultado é imediato. As aulas são voltadas para a prática e, em pouco tempo, os profissionais se sentem mais completos e preparados. Afinal, o mercado exige respostas rápidas

Por Instituto Vianna Júnior

04/03/2018 às 07h00- Atualizada 06/03/2018 às 11h01

O coordenador da FGV, Fernando Salgado, ao centro, ladeado pela equipe executiva do Núcleo FGV/Vianna Júnior, formada por Stênio Afonso, MarcelleLarcher, Josmar Oliveira e Denise Firmo. (Foto: Betânia Bertelli)

A Fundação Getúlio Vargas (FGV) inicia em março a opção que faltava em Juiz de Fora para quem está no mercado de trabalho ou fora dele e não tem disponibilidade para cursos de longa duração, mas precisa se reciclar. Focada na missão de difundir conhecimento, a instituição inicia em parceria com o Instituto Vianna Júnior mais de 50 opções de cursos de curta duração (20 horas) com toda a expertiseque faz dela uma das mais reconhecidas no mundo.

“São cursos rápidos, práticos, com a chancela FGV, com o nível FGV, com todo o gabarito FGV e professores da Fundação. Trazemos as práticas mais atuais com todas as inovações”, explica o coordenador dos cursos de formação gerencial, Fernando Salgado, que esteve em Juiz de Fora para preparar a equipe do Núcleo FGV/Vianna para a novidade. “O que foi aprendido há dez, cinco, dois anos já não é suficiente para manter o mesmo nível de trabalho. A cada momento, o profissional tem que se reciclar”.

Com opções nas áreas de Recursos Humanos, Contabilidade e Finanças, Operações, Logística, e Marketing e Vendas, os cursos são“um tremendo networking. O aluno vai trocar experiências com o professor e com os colegas e, por meio da resolução dos exercícios e de estudos de caso, verá na prática o que fazer para a solução de seus problemas. Com algum conhecimento e vivência profissional, ele desenvolverá essa capacidade muito rápido”, acrescenta Fernando.Isto porque para cursar qualquer um dos cursos de curta duração da FGV não é necessário ter curso superior. O aluno que obtiver 75% de presença nas aulas receberá o certificado de conclusão emitido pela própria Fundação.

Clique para ampliar

Receba nossa
Newsletter

As principais notícias do dia no seu e-mail





Desenvolvido por Grupo Emedia