Tópicos em alta: cartas a jf / onça-pintada / dengue / polícia

Cinco praias para conhecer de moto enquanto o verão não acaba

De um bate-volta à Praia da Macumba a uma esticada até a Bahia, conheça opções para levar sua magrela para curtir a maresia

Por Wendell Guiducci

31/01/2019 às 07h00

As aulas recomeçam na próxima semana, o que, para muitos, em certo sentido, decreta não somente o fim oficial das férias, mas também o fim oficial do verão. Todavia, que o trânsito caótico e o despertador vibrando às 6h da matina não nos desanime de todo: ainda há tempo de pegar uma praia. Nesse calorão, se der pra ir de motoca, o vento no rosto, o sol na cabeça, melhor ainda. Consultando motociclistas que têm hábito de levar suas magrelas para pegar um pouco de maresia, compilamos aqui cinco locais bacanas para curtir no litoral enquanto não chega a Quarta-Feira de Cinzas, início extraoficial do ano brasileiro. Confira as dicas, mire o destino e aproveite o caminho.

 

Destino: Praia da Macumba (Rio de Janeiro-RJ)

Distância: 220km
Foi de: Harley-Davidson Breakout

A 220km daqui de Juiz de Fora, um rolê muito bacana. Pegando a BR-040 para a Barra e Recreio, na cidade do Rio de Janeiro, temos lá, quase no final, a Praia da Macumba. Maravilha de point. Lugar fácil de estacionar motos e praia lindíssima. Um pouco forte na onda, mas muita gente interessante. Dois locais que gosto muito lá são o Point do Rico (surfista das antigas) e o quiosque Tô-atôa, com boa comida, petiscos bem feitos e cerveja gelada. É um lugar para realmente pegar boas energias. Uma dica importante para quem é de duas rodas é sair cedo no sábado. Tem um ótimo café da manhã na Rio Harley-Davidson, é só parar a motoca e chegar. Fica na Avenida das Américas 14.500, também no Recreio, bem próximo da Praia da Macumba. Dá até para fazer bate-volta se sair cedo: pega praia, almoça um bom peixe, relaxa e volta no fim de tarde. Já fiz isso muitas vezes com minha esposa só para pegar praia no domingo.
Edson Coimbra, empresário

 

Destino: Praia de Itaipava (Itapemirim-ES)

Distância: 400km
Foi de: Honda Fan

Uma boa opção para o verão é a Praia de Itaipava, em Itapemirim, no Espírito Santo. Tem vários shows e muitos bares para você escolher. A gastronomia do lugar ganha o nosso paladar com o famoso bolinho de aipim, que é delicioso. Andar de moto pela orla é uma excelente forma de conhecer a praia inteira e usufruir da linda paisagem.
Cássia Campagnacci, estudante de design de moda

 

Destino: Arraial D’Ajuda (Porto Seguro-BA)

Distância: 1.100km
Foi de: Kawasaki Vulcan 800

O conteúdo continua após o anúncio

Eu morei em Arraial D’Ajuda por 14 anos. Desde que voltei para Juiz de Fora, todos os anos eu vou pra lá no carnaval e passo uns dez dias, sempre com uma turma de amigos, umas seis motos em média. Eu vou pela BR-116, que é uma estrada boa, embora não tenha muito visual, mas é uma estrada reta, sem buracos, sem muito caminhão, e depois pela BR-101, que já tem caminhão demais, mais perigosa. Saio de Juiz de Fora pela BR-267, vou para Leopoldina, pego a 116 e sigo até Teófilo Otoni, onde nós pernoitamos depois de rodar uns 600km. No outro dia a gente segue pela 116 até a BR-101, e nela vamos até Porto Seguro, já na Bahia. São muitas praias bonitas, um povo muito receptivo, agradável. Da última vez fiquei na pousada do Seu Ari, um baiano muito bacana, e o pessoal vai ficar todo lá de novo esse ano. Chegando lá, depois de quase 1.200km, a gente para a moto e só quer saber de andar a pé. Pilotar de novo, só na hora de voltar.
Ernesto “Abud”, empresário

 

Destino: Praia de Itacoatiara (Niterói)

Distância : 205km
Foi de: Yamaha R1

Ex-morador de Petrópolis, residente em Juiz de Fora há dez anos, sempre senti muita falta das praias, e a que mais gostava de ir aos fins de semana era Itacoatiara, na região oceânica de Niterói. É uma das mais bonitas do Rio de Janeiro, a menos de 40km do Centro do Rio e a apenas 19,7km do Centro de Niterói. O mar comumente agitado, muito claro e com ondas perfeitas rendeu ao local a fama de um dos melhores picos de surfe do Brasil, sendo palco de vários campeonatos. Em toda a extensão a mata e a restinga preservadas convivem harmonicamente com residências e cinco quiosques padronizados na orla. Neles, entre sexta-feira e domingo, é possível curtir happy hour com música ao vivo e petiscos variados, além de cerveja gelada, chope e caipirinhas. Quando a esposa não ia, fazia bate-volta, bem tranquilo, saindo cedo de Juiz de Fora. Caso possa ficar até o pôr-do-sol, não se arrependerá. Já nos dias que ela acompanhava, dormíamos em uma pousada próxima, Itaqua House Bed and Breakfast, com média de diária de R$ 270. Uma dica bem legal para amantes de caminhada é a Trilha do Costão, com cerca de 50 minutos. O visual é um espetáculo.
Rafael Kapps, corretor de imóveis

 

Destino: Guarapari (ES)

Distância: 470km
Foi de: Yamaha Drag Star 650

A 470km daqui de Juiz de Fora, um rolê maravilhoso, pegando a BR-267 sentido Muriaé, entrando no estado do Rio de Janeiro pela cidade de Itaperuna sentido o estado do Espírito Santo. Assim entramos na BR-101, chegando a Marataízes, seguimos pela beira-mar cortando pelas cidades Itaoca, Itaipava, Piúma, Anchieta, Ubu, Meaípe, Nova Guarapari. Chegando a Guarapari nos deparamos com praias espetaculares como Areia Preta, Praia dos Namorados, Prainha e chegamos à praia principal, a Praia do Morro. No final dela chegamos a um condomínio de luxo, com várias mansões, e ali entramos nas Três Praias. Uma dica para os motociclistas que passarem nessa região no fim de semana é a sede do Motoclube Street Rebels, localizada no final da Praia do Xodó, em Marataízes: sexta, sábado e domingo de muito rock’n’roll e bate-papo com os irmãos motociclistas. Fizemos essa viagem no mês de janeiro de 2017 e de 2018 também, eu e minha noiva, Arina Gomes.
John Meirelles Lima, cantor e tatuador

Receba nossa
Newsletter

As principais notícias do dia no seu e-mail



Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia