Tópicos em alta: cartas a jf / onça-pintada / dengue / polícia

Revisão automotiva deve ser incluída no planejamento das férias

Antes de pegar estrada é mais que importante verificar a condição do veículo para evitar acidentes, prejuízos e perda de tempo

Por Eduardo Valente

20/12/2018 às 07h00

Cristiano Rodrigues sugere que revisões devem ser feitas pelo menos de seis em seis meses (Foto: Olavo Prazeres)

As próximas duas semanas serão de movimento intenso nas estradas de todo o país, em razão dos feriados de Natal e Ano Novo. Com o aumento do fluxo de veículos, é preciso ter atenção redobrada para evitar acidentes. E os cuidados na direção devem começar antes mesmo de encher o porta-malas. Afinal, é preciso saber se o carro está com a revisão em dia e em perfeito estado de funcionamento, para que o passeio não se transforme em aborrecimentos e prejuízos. Por isso, levar o carro ao mecânico é tão importante quanto abastecer o tanque e calibrar os pneus. E não pense que o tempo para a revisão está esgotado, pois algumas verificações podem ser feitas, e os problemas, solucionados em pouco tempo. A palavra de ordem é: procure o seu mecânico de confiança ainda hoje!

Quem já viajou de carro, pelo menos uma vez, provavelmente se deparou com algum automóvel parado no acostamento aguardando socorro. Para não ser o próximo e engrossar estas estatísticas é necessário adotar alguns cuidados. Por exemplo, qual foi a última vez que o óleo do motor foi substituído? E as pastilhas de freio, estão em boas condições? Aliás, os pneus estão com boa conservação e o alinhamento das rodas está em dia? Tudo certo com a suspensão? E as correias de motor e alternador?

via GIPHY

Para um leigo, ter estas e outras respostas pode ser difícil. E por isso mesmo é importante que o carro passe por revisões periódicas com um mecânico de confiança. Proprietário da Hiper Centro Automotivo, Cristiano Rodrigues orienta que as avaliações das condições veiculares devem ser feitas pelo menos a cada seis meses. “A cidade está com o pavimento muito ruim e isso degrada as peças dos veículos. Por isso é importante checar sempre se está tudo em ordem. Quando um cliente chega à minha oficina, mesmo que para uma simples troca de óleo, eu levanto o carro no elevador e faço a verificação de algumas peças, como a pastilha de freio. Entrego uma lista para o cliente do que deve ser trocado e, mesmo que ele não queira ou não tenha condições de executar o serviço, estará ciente dos riscos que está correndo na estrada.”

O conteúdo continua após o anúncio

No bolso
O preço de uma revisão automotiva completa varia muito, de acordo com Cristiano. Isso porque os custos das peças são diferentes para cada modelo de carro. E nem todos que chegam ao pátio da oficina precisam substituir todos os itens perecíveis. Em média, segundo ele, o valor de uma revisão automotiva em carro popular, que engloba substituição de pastilhas, correia e outras verificações, pode custar entre R$ 400 e R$ 900. “O importante é sempre buscar um mecânico de confiança, pois infelizmente há profissionais desonestos no mercado.”

Confira alguns itens que não devem ser negligenciados na revisão

– Pneus e suspensão
Já experimentou descer ladeira com a sola do sapato lisa? Será bem escorregadio e não é diferente com o carro. O atrito entre a borracha e o asfalto é um dos itens que garantem a estabilidade e a segurança na direção veicular. Portanto, nada de viajar com pneus carecas – nem mesmo o estepe. E além dos pneus, não esqueça de verificar, pelo menos a cada seis meses, a necessidade de alinhamento e balanceamento das rodas. Com a suspensão a regra é a mesma, por isso os amortecedores devem estar em boas condições.

– Fluidos
E são muitos, viu? Tem o óleo de freio, do motor, da direção hidráulica e do sistema de arrefecimento. E sobre este último, desconfie que algo está errado se a perda de líquido no reservatório for constante. Uma falha nesse sistema pode comprometer o desempenho do motor e fazer o carro parar na estrada. Com relação ao fluido de freio, o mecânico Cristiano Rodrigues alerta que, se o líquido estiver velho e sujo, a frenagem pode ficar prejudicada, causando acidentes.

– Acessório indispensável
As palhetas do para-brisa não são eternas e, quando velhas, não conseguem cumprir o seu papel de garantir a visibilidade em caso de chuva ou sereno. Quer saber se elas estão de acordo? Jogue água nos vidros e veja se a palheta consegue secá-lo sem deixar rastros de água pelo caminho.

– Sistema elétrico
Além de resultar em multas, viajar com os faróis queimados é perigoso para a segurança veicular. Não deixe de conferir, também, as setas e a luz de ré. O mesmo vale para a bateria, que possui vida útil média de dois anos.

– Outros itens mecânicos
A lista é extensa, mas faz parte do grupo de peças que são verificadas por mecânicos de confiança. Entre elas, estão as velas de ignição, o radiador, os filtros de ar, óleo e combustível, além da correia dentada. “Se arrebentar, não tem jeito e o carro para. Para se ter ideia, é possível trocar uma correia com aproximadamente R$ 300, mas se ela arrebenta, o prejuízo pode passar dos R$ 2 mil”, disse Cristiano.

Receba nossa
Newsletter

As principais notícias do dia no seu e-mail



Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia