Chega a JF o Yaris, maior aposta da Toyota em 2018

Por Tribuna

12/07/2018 às 07h00 - Atualizada 13/07/2018 às 10h02

Foto: Divulgação

“Vai atender muito as expectativas dos brasileiros”, disse Rafael Chang, presidente da Toyota do Brasil, em visita a Juiz de Fora no fim do ano passado. Na sua passagem pela Imperial Toyota, concessionária local da montadora asiática, ele se referia à maior aposta da marca para 2018 no mercado nacional: o Yaris. O compacto premium já circula pelas ruas de Juiz de Fora nas versões hatch e sedã, e chega para ocupar uma lacuna percebida pela Toyota entre seu modelo de entrada, o Etios, e o mais que consolidado Corolla. A Tribuna deu algumas voltas no Yaris, em sua configuração hatchback XL Plus Tech, esta semana.

O carro usa os mesmos motores 1.3 e 1.5 do Etios, mas ganha 3 cv de potência a mais com o ajuste para o câmbio CVT que emula sete velocidades — mais a marcha ré — e está disponível em todas as configurações: XL, XL Plus Tech, XS e XLS, tanto no sedã quanto no hatch. Mesmo em sua versão mais básica, a XL de câmbio manual, que custa R$ 59.590, a Toyota investiu com vontade nos itens de série. Todo Yaris sai de fábrica com controle de estabilidade e de tração, assistente de partida em rampa, computador de bordo, comandos no volante, direção elétrica, ar-condicionado, vidros dianteiros e traseiros “one touch”, travas elétricas, apoia-braço dianteiro, faróis de regulagem elétrica, faróis de neblina e retrovisor interno eletrocrômico, por exemplo. No modelo mais completo, entram mimos como câmera de ré, air bags laterais, de cortina e de joelho, faróis halógenos com máscara negra e linha-guia de LED, lanternas traseiras de LED, limpadores de pára-brisa com sensor de chuva, teto solar e outras minúcias que elevam o preço do hatch para até R$ 78.790 em pintura perolada.

A versão testada pela Tribuna, Yaris 1.3 XL Plus Tech, já sai de fábrica com o câmbio CVT, equipada ainda com chave presencial, sistema de partida por botão, banco traseiro rebatível, computador de bordo com 12 funções e apoia-braço dianteiro e traseiro (com porta-copos), entre outros apetrechos. A lista de itens de série harmoniza com o conforto proporcionado pelo espaço interno: com 2,55 metros de entre-eixos, o habitáculo é bastante agradável para o motorista e o passageiro dianteiro, e há folga suficiente no banco traseiro para que dois outros passageiros viagem sem ficar com as pernas espremidas. Com 4,14 metros de comprimento — maior entre os compactos premium hatch, à frente de Citroën C3 (1,94m), Ford New Fiesta (3,96m), Peugeot 208 (3,97m), Fiat Argo (3,99m), Volkswagen Polo (4,05m) e Honda Fit (4,09m), por exemplo -, ainda sobra espaço para um porta-malas considerável de 310 litros, na média da categoria. Inexplicável somente a ausência de sensores de estacionamento, disponíveis de série em modelos muito mais simples que o Yaris.

O conteúdo continua após o anúncio

Consumo

Na avaliação do Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular do Inmetro, o Yaris se mostra bastante econômico. O modelo testado pela Tribuna faz, segundo o Inmetro, 9,3km/l com etanol (8,9 km/l na cidade e 9,9 km/l na estrada) e 13,5 km/l com gasolina (13,0 km/l na cidade e 14,1 km/l na estrada).

Segurança e confiabilidade

Foto: Divulgação

Circulamos com o Yaris pela BR-040 e ruas da Zona Sul de Juiz de Fora. O motor de 1.3 litro não faz feio: entrega até 101 cv rodando com etanol (94 se abastecido com gasolina), com torque máximo de 12,9 kgfm a 4 mil giros (etanol) e 12,5 kgfm a 4 mil giros (gasolina). Naturalmente, quem busca um modelo dessa categoria não está esperando muita emoção e aventura, e o Yaris entrega o que dele se espera: condução suave, conforto — a suspensão firme, típica da Toyota, responde bem a nossos terrenos esburacados —, excelente visibilidade frontal (o pequeno vidro traseiro é compensado por amplos retrovisores laterais) e segurança nas ultrapassagens e retomadas.

O que mais impressiona, aliás, é justamente a sensação de segurança ao pilotar, reforçando a confiabilidade que é marca da Toyota: com controle eletrônico de estabilidade disponível de série em todas as versões, o Yaris transmite enorme confiança nas curvas, com direção simultaneamente leve e consistente. E é bonito: todas as críticas à aparência do Etios passarão longe do Yaris, especialmente no que se refere a design exterior, marcado por linhas angulosas e bastante contemporâneas. Faróis alinhados com a grade dianteira, vincos e protuberâncias, além da belíssima composição traseira mostram que o Yaris está pronto, por fora e por dentro, para brigar de igual para igual com a concorrência no segmento de compactos premium.

Receba nossa
Newsletter

As principais notícias do dia no seu e-mail





Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia