Tópicos em alta: cartas a jf / sergio moro / dengue / polícia

Câmara de JF pretende iniciar nomeação dos aprovados nas próximas semanas

A princípio, convocação ficará restrita aos candidatos aprovados nos cargos de níveis médio e técnico

Por Fabíola Costa

10/01/2019 às 19h35- Atualizada 10/01/2019 às 19h47

Apesar da meta inicial de a Câmara Municipal de Juiz de Fora realizar a nomeação dos aprovados do concurso público ainda em 2018, as primeiras convocações estão previstas para acontecer nas próximas semanas. A Casa não divulgou uma data precisa, mas, a princípio, a convocação ficará restrita aos candidatos aprovados nos cargos de níveis médio e técnico. Das 30 vagas disponíveis no concurso, 13 são destinadas às vagas de assistente legislativo I, de nível médio. Para o nível técnico, são três cadeiras para técnico em informática e uma para técnico em segurança do trabalho. A homologação parcial do resultado final do concurso foi realizada em dezembro, permitindo o imediato provimento desses cargos.

O conteúdo continua após o anúncio

Sobre as outras 13 vagas para nível superior, a Câmara informa que não há previsão para homologação desse resultado, que depende, ainda, da conclusão da análise de títulos, sem data para ser finalizada. Nesse grupo, o certame prevê vagas para analistas nas áreas (uma para cada especialidade) de gestão em recursos humanos; de ciências sociais e políticas; de educação e cultura; de meio ambiente; de política urbana; e de saúde pública. Também há uma vaga para psicólogo; duas para a função de redator/revisor e quatro para jornalistas.

Os salários variam entre R$ 1.571,61 e R$ 4.864,47. O concurso, organizado pela Consulpam, tem validade de dois anos, podendo ser prorrogado por igual período.

Receba nossa
Newsletter

As principais notícias do dia no seu e-mail



Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia