Tópicos em alta: eleições 2022 / coronavírus / vacina / polícia / obituário

Em sua defesa, Júlio Rossignoli diz que Patriotas autorizou sua saída do partido

Defesa será apresentada ainda nesta segunda-feira, de acordo com o vereador


Por Paulo Cesar Magella

09/05/2022 às 11h00- Atualizada 09/05/2022 às 16h33

O vereador Júlio Rossignoli vai apresentar, ainda nesta segunda-feira, a documentação que faz parte da sua defesa contra a ação movida pelo Ministério Público Eleitoral, na qual questiona a sua transferência de partido dentro da janela, em princípio, reservada apenas para deputados. Na ação de perda de mandato eletivo, o MP questiona a mudança, mas o vereador destaca que sua saída do Patriota foi em comum acordo com o partido, com base no artigo 17 parágrafo 6 da Emenda Constitucional 111. “Tanto é fato que quitei minha contribuição com o partido até o dia 31 de dezembro de 2024 e não houve qualquer contestação judicial contra a minha saída”, destacou.  O vereador também vai anexar cópia de anuência de sua desfiliação feita pela própria direção do partido.

O conteúdo continua após o anúncio

O que diz o parágrafo 6 do artigo 17 da Emenda Constitucional 111

“Os Deputados Federais, os Deputados Estaduais, os Deputados Distritais e os Vereadores que se desligarem do partido pelo qual tenham sido eleitos perderão o mandato, salvo nos casos de anuência do partido ou de outras hipóteses de justa causa estabelecidas em lei, não computada, em qualquer caso, a migração de partido para fins de distribuição de recursos do fundo partidário ou de outros fundos públicos e de acesso gratuito ao rádio e à televisão.”

Tópicos: eleições 2022

Os comentários nas postagens e os conteúdos dos colunistas não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é exclusiva dos autores das mensagens. A Tribuna reserva-se o direito de excluir comentários que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros. Mensagens de conteúdo homofóbico, racista, xenofóbico e que propaguem discursos de ódio e/ou informações falsas também não serão toleradas. A infração reiterada da política de comunicação da Tribuna levará à exclusão permanente do responsável pelos comentários.



Desenvolvido por Grupo Emedia