Tópicos em alta: eleições 2022 / coronavírus / vacina / polícia / obituário

Bancada do PSB caminha para federação com o PT; Júlio Delgado é contra

Por Paulo Cesar Magella

03/12/2021 às 17h27 - Atualizada 03/12/2021 às 17h27

O deputado Júlio Delgado terá que remar contra a maré, pois o PSB, seu partido, está disposto a participar de uma federação de legendas na qual estariam presentes o PT e o PCdoB. Dos 30 deputados da legenda na Câmara Federal, 25 foram a um recente almoço com o presidente Carlos Siqueira e deram aval para essa aliança. Apenas o gaúcho Heitor Schuch foi contra por questões regionais. Júlio, que tinha reunião no mesmo horário, não foi ao encontro, mas já havia antecipado ao Painel que vai lutar contra. A despeito da expressiva maioria, a decisão só pode ocorrer num encontro formal da bancada.  As divergências de Júlio Delgado com o Partido dos Trabalhadores são de longa data, tendo se aguçado quando ele, na condição de relator do Conselho de Ética da Câmara Federal, conduziu o processo de cassação do então deputado José Dirceu, uma das lideranças nacionais do PT, em 2005. No pleito municipal de 2018, Júlio estava com seu título eleitoral registrado em Belo Horizonte, pois pretendia disputar a prefeitura da capital – o que acabou não acontecendo -, mas fez campanha no palanque do empresário Wilson Rezato na disputa em Juiz de Fora.

O conteúdo continua após o anúncio
Paulo Cesar Magella

Paulo Cesar Magella

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade pelo seu conteúdo é exclusiva dos autores das mensagens. A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros. Mensagens de conteúdo homofóbico, racista, xenofóbico e que propaguem discursos de ódio e/ou informações falsas também não serão toleradas. A infração reiterada da política de comunicação da Tribuna levará à exclusão permanente do responsável pelos comentários.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia