Tópicos em alta: coronavírus / vacina / tribuna 40 anos / polícia / obituário

Aviator: gin produzido na Bahia com DNA juiz-forano

Juiz-forano radicado na Bahia desponta como produtor de gin e conquista prêmios nacionais e internacionais com sua bebida

Por Butecos de JF

28/10/2021 às 00h43 - Atualizada 28/10/2021 às 09h26

O gin baiano Aviator é produzido na cidade de Lauro de Freitas, estado da Bahia. Por lá, essa bebida pousou com seus 42 botânicos e 45% de teor alcoólico, tudo muito bem equilibrado e oferecido numa bela garrafa. Talvez por ser fruto das escalas pelo mundo e experiências culturais e gastronômicas, uma característica tão presente nessa bebida que nasceu na Holanda, cresceu na Inglaterra e hoje é tão querida pelos brasileiros, a fórmula deu tão certo e já vem sendo premiada: o Aviator decola em busca de títulos conquistando a medalha de prata no USA Spirits Ratings 2021 e também a medalha duplo ouro no Concurso de Vinhos e Destilados 2021.
Muito dessas conquistas tem mérito num conterrâneo nosso: o juiz-forano Cláudio Souza é coproprietário da marca, junto com os sócios Ivan Codas e Ananda Lopes. Cláudio é cria do Bairro Ipiranga, Zona Sul da cidade. Nascido e criado aqui, saiu para estudar em São João del-Rei, cursando engenharia mecânica. Voltou para Juiz de Fora após se graduar mas sua profissão novamente o tirou da cidade em 2004, levando-o para Natal e, posteriormente, Salvador.

O conteúdo continua após o anúncio


Ele, que é entusiasta da cerveja artesanal e produz suas brejas desde 2014, sentiu que poderia também fazer destilados, algo de que também gostava, e assim montou seu primeiro destilador artesanal em casa, já mirando o gin como bebida a ser produzida. A receita deu certo e seus amigos aprovaram. Incentivado pelos bons resultados, adquiriu um novo destilador aqui em Minas Gerais – terra de bons alambiques – e em 2020 veio a profissionalização. Procurou ter na sua bebida um mix com vários botânicos, sempre em busca de satisfação no aroma e paladar. Chegou a uma receita com 42 botânicos muito bem inseridos em álcool de cereais, base desse gin e que demonstra a qualidade do produto, tudo muito bem equilibrado, nos entregando uma bebida com aroma de baunilha com notas adocicadas, junto ao característico zimbro – marca registrada da bebida – além de cítricos, pinhas e eucaliptos. No paladar, o adocicado da baunilha é a primeira impressão, seguido do floral e picância delicada que deixam uma excelente impressão. Excelente bebida para ser degustada em drinks clássicos e nas badaladas gin tônicas tão requisitadas atualmente.

Para coroar, uma linda garrafa de vidro escuro, selo em relevo junto ao gargalo e um belo rótulo cobreado e de grafismo tão elegante quanto a bebida. Linda de se ver e ostentar na prateleira de casa ou do bar! É uma bebida que você deve experimentar. Visite o Instagram @aviatorgin e conheça mais sobre o gin do Claudio e, se estiver em Juiz de Fora, procure o Clube do Gin e peça sua garrafa pelo WhatsApp (32) 9991-0291. Saúde!

Aviator 3Aviator Drink 1Aviator DrinkAviator Drink 3
<
>

Butecos de JF

Butecos de JF

Airton Soares é gestor público por formação acadêmica mas, por opção e gosto, é conhecido como apreciador da cozinha de raiz, com experiência comprovada e acumulada na cintura. Já foi jurado do Comida di Buteco, é colunista do Tribuna de Minas, tem programa na rádio Transamérica JF e é dono da fanpage @butecosdejf, onde conta com mais de 100 mil seguidores que acompanham as dicas e comentários sobre comidas, bebidas e bares desse rotundo entusiasta da culinária simples e saborosa, segundo ele, a mais gostosa de todas!

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade pelo seu conteúdo é exclusiva dos autores das mensagens. A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros. Mensagens de conteúdo homofóbico, racista, xenofóbico e que propaguem discursos de ódio e/ou informações falsas também não serão toleradas. A infração reiterada da política de comunicação da Tribuna levará à exclusão permanente do responsável pelos comentários.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia